bernardo bnegão

aTRIPA & bnegão em barceloNa, ontem…

Assunto: Tripa em BCN

“Fala, Governador.

Ontem a tripa chegou junto no show do BNegão aqui em terras Catalãs. Sou de Recife e vim com a família pra cá há pouco tempo mas fiz questão de representar a legião de ouvintes. Depois dei um chega no camarim e troquei uma ideia massa com a banda e com o Caipirinha (não é o Caipirinha de Leeds) que tava registrando tudo. Segue o registro que fiz do show. No after a galera ainda tirou fotos com a plaqueta do ronquinha mas foi com o celular deles. Pede ao Caipirinha ou ao B Negão que eles te mandam. Um grande abraço de um tripa que assim como o Ronca acabou de fazer uma grande mudança. É rocha”

Henrique.

barcelona

diz aí, bernardão (direto de N.Y.C)…

 

“Mano,

ontem o show da Tulipinha,aqui foi mais do que SENSACIONAL!!!
Emocionante mesmo (e cheião!)….
Ano que vem,tem possibilidades de Seletores,aqui na city…
E hoje tem Kronos Quartet + Tony Allen ( + Dick Dale,no sábadis) !!!
Amanhã tem Paul Weller…

juro ,que qdo vi que ia rolar,pensei no Ronca na HORA…
To na missão de chegar lá…Se eu for,te mando uma foto!!!=)
1abração,cara e obrigado pelo som,sempre!!
Lordhavemeeercy”
=)
BN

B

UFA, aleluia… finalmente, bernardão voltou ao roNca roNca!

que sodade!

bnegão – mesmo ameaçado por marcelo callado – é o maior frequentador do programa.

já foi com os seletores, com a tchurma do nublu, com kassin e ed motta & solo (várias vezes)… soltinho!

no programa saideira na Oi FM (dial), em dezembro2011, ele ligou dizendo:

– caraca, não posso ficar longe dessa edição. tô chegando!

tudo isso, sem contar inúmeras participações na festa roNca.

enfim, bernardão é um queridíssimo amigo que consegui fazer aos longo dos meus trinta anos na pista!

a gentileza dele – e TOTAL comprometimento com aTRIPA – deixam meus zôio de blublu… forte!

bernardão = leNda

segura “janeliNha & bula”…

tony allen, abayomy & bnegão – “meus filhos” (12″)

andré sampaio – “juízo final”

gabriel muzak – “brincadê”

miles davis – “one phone call”

macau & luiz melodia – “dois tipos”

linton kwesi johnson – “reggae sounds”

the beat – “mirror in the bathroom”

tony allen, abayomy & bnegão – “meus filhos” (afrobeat rework / 12″)

maga bo, rosângela macedo & yuka – “no balanço da canoa”

erasmo carlos – “maria joana”

bnegão & os seletores de frequência – “vamo!”

(xeretada na abertura do teste de prensagem do álbum “sintoniza lá”)

bnegão & os seletores de frequência – “alteração”

baiana system – “amendoim pé de mel”

tropikillaz – “mambo”

digital ameríndio – “lombroso”

metá metá – “man feriman”

bnegão & os seletores de frequência – “essa é pra tocar no baile”

 

bernardão!!!

 

jumboteKo, de ontem, lotadinho de traquinagens.

muitas news, discos jurássicos, músicas inéditas, promos… e a presença, sempre presente, de bernardo bnegão na segunda hora de vôo!

como a criança se diverte a bordo!

( :

segue lista…

al green – “driving wheel”

al green – “i’m a ram”

almaz – “cirandar”

m. takara – “todas as coisas”

julieta venegas – “amores platónicos”

john mayall – “mess around” (ao vivo)

guizado – “calavera”

the cortinas – “fascist ditactor”

the cortinas – “television families”

the slits – “typical girls” (12″)

the slits – “i heard it through the grapevine” (12″)

nina becker – “superluxo”

jah shaka – “african woman dub”

bnegão – “todo esse tempo” (inédita)

(mãos de fogo)

gonzaguinha – “página 13”

kiko dinucci – “padê onã”

speed freaks – “jimi” (inédita)

bettye lavette – “the word”

lurdes da luz – “ziriguidum”

sacal – “hipnose”

marcelo jeneci – “quarto de dormir” (inédita)

+

 

Subject: Gregos, troianos e ronqueiros
“Olá Maurício
 Normalmente as famílias se reúnem na sala para ver TV. Mas como eu estou longe de fazer parte desta parcela “normal” da sociedade, ontem reuni minha pequena família – composta por mim, meu esposo Diogo e nosso gato Dom Casmurro – para ouvir rádio, em especial o Ronca Ronca. Algo bem incomum, eu diria raro, já que o rádio não ocupa mais o lugar central na sala das famílias brazucas. Lá pelas tantas da noite vc, o Nando e o B Negão entraram no tema “Rock in Rio”, naquele lance de que o tem gente q  não gostou da escolha das atrações, o Medina trouxe o Neil Young, etc e tal. O que eu acho é o seguinte: como a Nação de ouvintes do Ronquinha vem galgando parâmetros e crescendo a cada dia, eu sugiro a criação do Ronca In Rio. Um evento para reunir todos aqueles artistas que não estão no evento do Medininha e que se viessem em terras Tupiniquins só teriam como platéia meia dúzia de gatos pingados. Então poderíamos juntar numa mesma noite o Gogol Bordello, P.J Harvey, Cat Power, Cezaria Évora, Tulipa, Rogério SkyLab e tantos outros que, se eu fosse citar, ficaria o dia todo escrevendo…Por um lado eu entendo a iniciativa de variar do repertório de atrações do Rock in Rio. Um evento daquele tamanho custa caro, e certos cantores/ bandas não atrairiam tanto público e, conseqüentemente, não compensaria todo o gasto com a estrutura… Além do mais, o evento é do Medina. Por isso eu defendo a idéia do festival da nação desorientada, com vários palcos. Por exemplo, “palco fio desencapado” tenda “pressão no turbo” e os debates no espaço “batatada”. Então, essa foi a minha ideia.”
 Abraço
 Vivian
+

Subject: Turma do ovo colorido

  “Olá Maurício, tudo bem?! 
Li e ouvi suas opiniões sobre o Rock in Rio, os Medina, e o que parte da ouvintada pensa a respeito do festival. Peço licença mais uma vez,  para usar um exemplo do meu cotidiano que ilustrará o nosso assunto:
Fui eleito pelos meu colegas, para ser o representante de nossa turma do 3º ano do ensino médio. Eu, sou o elo entre os estudantes com a diretoria da escola. Todo tipo de assunto desde burocrático e até pedagógico, sou obrigado a reportar para os meus colegas. Assim como suas sugestões e reinvindicações. Porém, mesmo tentando organizar algumas coisas para melhorar o funcionamento da escola, como abaixo-assinados, quase ninguém dá a cara para bater. Ano passado, quando tentei organizar um, a direção da escola achou que eu estava comandando um motim contra um professor, porque, a maioria dos meus colegas, preferiram usar o abaixo-assinado, pra defenestrar o pobre coitado do professor. Foi convocada uma reunião para eu poder me explicar. A última chiadeira foi ontem. Como estamos sem professores de três disciplinas neste semestre, a minha turma acha que eu tenho de resolver esse assunto. Ora, eu não sou o governador. É dele a responsabilidade de fornecer professores às escolas. Bem que eu gostaria de resolver essa pendenga.

 Como você pôde notar, Maurício, é essa mais uma faceta do nosso povo que canta, dança e é feliz: a reclamação. Negozinho gosta muito de espernear, chorar, mas não gosta de botar a mão na massa, de dar alguma ideia. Do que adianta realizar um festival só com atrações ditas “alternativas?” Vide o exemplo do show de Jonatham Richman, quando apenas 60 testemunhas presenciaram sua apresentação. Até o Ronquinha já chegou a ser alvo de críticas de alguns ouvintes. É a “‘Turma do ovo colorido” que prefere ir a um boteco reclamar da vida, da violência, da corrupção, da falta d’água, da falta de coleta de lixo, do desemprego,  a ter uma atitude mais contudente. Tudo isso regado a uma boa cachaça, acompanhada, é claro de um bom ovo cozido colorido.

 Fico por aqui, um grande abraço em você, no Nandão, e em toda nação ronqueira.”
André Soares, de Duque de Caxias.