cinema

o autor da biografia do imperial informa…

“O Mário fez um filme com o Imperial e impediu o lançamento. O Gordo pediu para ele voltar atrás, mas ele foi irredutível. Aí, Imperial esperou o cara fazer bastante sucesso e soltou a nota no jornal A Luta Democrática. Nessa época, Mário fazia a novela Duas Vidas com a Betty Faria e os dois tiveram um romance. Ela era casada com o Daniel Filho, também diretor da atração. Ele me contou que o Imperial foi muito solidário com ele. Diz que não teve participação na história da cenoura, mas que ao saber do que aconteceu, falou: “Essa cenoura vai acabar parando é no meu cu. Eu sou o principal suspeito.”

Isso tem no documentário ‘Eu sou Carlos Imperial”.

Abs.

Denilson Monteiro

(estrogonófico componente d’aTRIPA desde o século retrasado)