Arquivo da categoria: roNca40aNos

galdiNo & o roNca40aNos…

Subject: O ATRASO DO ATRASO
“Salve, MauVal!
Já faz bastante tempo que não me comunico contigo.  Talvez você nem lembre mais quem sou…
Peço imensuráveis desculpas pelo distanciamento e pelo atraso dessa mensagem.
A vida mudou…  Sobrevivi à COVID, duas crianças, muito trabalho…  Enfim, dificuldades do mundo atual, que me distanciaram do programa, mas não do amor a ele e à música.
Venho ouvindo os programas aos pedaços e de forma impossivelmente descontinuada.  Assim, acompanhei a criação do Ronca Clube, os elogios à Tripinha, os preparativos e a própria comemoração dos 40 anos no ar.
Parabéns pelo marco temporal!  Apenas um seletíssimo grupo de radialistas (Sim!  Ainda atribuo esse qualificativo) tem esse tempo, que demonstra, além de amor ao veículo, absurda qualidade no trabalho.  Você é absolutamente merecedor!
Preciso dizer de toda a minha gratidão por tudo que você e o programa fizeram por mim, desde a ampliação do horizonte cultural (especialmente, na música) até o poder de ressurreição que o programa exerceu sobre mim num momento muito difícil da vida.
Aguardo ansiosamente algum evento comemorativo dos 40 anos.  Já sei que Seletores e Nervoso estão preparando algo.  Torço para que seja ao vivo (claro se as condições do universo já permitirem).
Enfim, é isso.  Todo o meu respeito e minhas congratulações a você e todos o que, contigo, ajudaram a atravessar esses 40 anos.
Grande abraço,”
GALDINO

oNaicram na parte fuNda da pisciNa…

“Salve,

Parabéns pelo ciclo dos quarentinha. Uma proeza em tanto, em tempos tão efêmeros. Entre idas e vindas no rádio e internet, desde 82, és um parceiro de fé nas viagens sonoras, seja como Rock Alive, Radiolla, Ronca Tripa e outros nomes sacados entre um e outro caramelo engarrafado. Enfim, mais vida longa, muitas festas, batatadas e sons da parte funda da piscina para todos que o seguem e fazem parte desta galera. This is religion.”

Onaicram

a bula do #486 com marcelo “caipirinha”…

the fall – “victoria” (ao vivo, 1988)

osvaldo nunes – “voltei” (7″)

sons of kemet – “my queen is mamie phipps clark”

alma negra – “racha broa”

sebastian cabot – “like a rolling stone”

pj harvey – “the ministry of defence” (demo)

jonny greenwood – “future markets” (trilha “there will be blood”)

– microfone aberto molestando a trilha –

martinho da vila – “salve a mulatada brasileira”

getatchew mekuria – “yene hasab gwadegna” (ao vivo, 2004)

the chambers brothers – “uptown”

the band – “the night they drove old dixie down” (ao vivo, 1971)

the fall – “victoria” (live, 1988)

ouça AQUI o programa

peter potamus em modo olho parado rastejante…

“Mauricio, 
 
Escrevo para mandar meus parabéns pelos 40 anos de RoncaRonca e para agradecer os “excelentes serviços”. Um feito espetacular e sem deixar jamais cair a peteca. Sou ouvinte desde 1982, tipo veterano mesmo, e nestes 40 anos a quantidade de informação foi brutal e a desorientação quase tão grande.
Temos que lembrar que nos anos oitenta não tinha quase fonte nenhuma de informação atualizada, a galera aqui que não tinha grana para comprar revistas importadas (eu!)  vivia nos conta gotas da grande imprensa que, com raríssimas exceções, estava sempre uns cinco anos atrasada. E aí tinha o Rock Alive, RoncaRonca, Radiolla e etc.  Um oásis no deserto, abusando do lugar comum. Assim, íamos nos educando. Isto mesmo, foi e tem sido uma educação. Entre os ídolos de minha vida conheci com você Billy Bragg, Linton Kwesi Johnson, Lee Scratch Perry, Leonard Cohen, só para citar alguns deuses aqui de casa, além de outros excelentes como The Pogues, Blur, Run-DMC, Waterboys , santos também lá no moquifo dos Potamus. E isto sem contar Van Morrison, que eu já tinha ouvido uma ou outra música mas nunca prestara muita atenção. Cleaning Windows, que ouvi primeiro com você, foi durante décadas um hino de minha vida. E não para, a música que mais ouvi ano passado no Spotify foi do Sault, que conheci no RoncaRonca saindo do quiosque de Búzios.
Nos idos oitenta a rapaziada se juntava se  divertindo e aprendendo… abria-se umas cervejas, ligávamos o radinho e ficávamos falando besteira e ouvindo o programa. Hoje ouço religiosamente em minhas viagens, rezando para passar das duas horas. E sempre me divirto com seus bate bolas com Nandão (excelente), as falations, e a qualidade e diversidade do que toca por lá. Um espanto como a qualidade não caiu neste tempo todo.
Grande abraço e vida longa ao Ronca Ronca.
ps: e nem falei das festas, antológicas. Do Funk and Reggae ao Condomínio. Quem mais sai de um Snoop Dog Dog para um Fuscão Preto, sem desanimar o salão, como vi vc uma vez?”
Peter Potamus

a bula do #482 com mariana e marcelotas…

emoção total na primeira bula com o roNca chegando a 40 velinhas no bolo.

para a situation galgar parâmetros intergaláticos, aqui está a mariana (18 anos, brasiliense), SIMPLESMENTE, a mais apaixonada terrestre por david bowie… simples assim!

para tudo ficar encaixadinho, encontrei com a lindeza logo após registrar o #482… e como o vinilote de ziggy estava no pedaço, a xeretinha não perdeu tempo… D+!

tudo muito especial nesses primeiros segundos do roNca40aNos com marcelo tás na confecção do #482. segue bula…

david bowie – “it ain’t easy”

david bowie – “five years”

miles davis – “freddie freeloader”

– chegada de marcelo tás a bordo –

nelson cavaquinho – “juízo final”

pink floyd – “on the run”

gogol bordello – “avenue B”

effectos de sonido BBC

bob dylan – “masters of war”

the wedding present – “zadumav didochock” (10″)

the wedding present – “svitit misyats” (10″)

betty davis – “anti love song”

ouça AQUI o programa