a bula do #459…

antonio carlos jobim – “lygia”

sister rosetta tharpe – “shout sister shout”

michael chapman & mick ronson – “stranger in the room”

gilberto gil & mick ronson – “nêga”

cabaret voltaire – “james brown” (7″)

estranhos românticos & nervoso – “me beija”

the beach boys & roger mcguinn – “california dreamin'”

ali farka touré & ry cooder – “bonde”

echo & the bunnymen – “all you need is love” (12″)

gil scott heron – “whitey on the moon”

dorival caymmi – “peguei um ita no norte”

quinho / salgueiro – “peguei um ita no norte”

beastie boys & lee perry – “dr lee phd”

biz markie – “bennie and the jets” (7″ flexi)

reginaldo rossi – “tô doidão”

ouça AQUI o programa

o #459, hoje, às 22h, encarando maremotos…

o #459 lotado por beijos-abraços-cafunés para encarar maremotos sinistros e tristezas profundas + nandão em modo falation matraca sem fim + sister rosetta tharpe, michael chapman, dorival caymmi, cabaret voltaire, estranhos românticos, biz markie, beach boys, ali faka touré e muito mais.

#459, hoje, às 22h, aqui no poleiro

(+ deezer, spotify, google podcasts, itunes, castbox, tunein, amazon music…)

aTRIPA espacial e hipNotizada…

Assunto: Um pedido espacial. Sim, espacial.

“Amados Mauval e Nandão, a Lenda!
Embarquei nesse Jumboteko em meados de 2005, ainda na Presidente Vargas 435, no Edifício Rio D’Ouro, na Rádio Cidade.

“This is religion” parecia uma simples vinheta, até que você acaba levando isso para vida, e o amado Ronquinha tem sido meu amigo, meu grande amigo por tempestades e calmarias.

Quinta-feira passada, O Homem lá da cadeira celestial chamou meu amado pai. Um baiano e listradinho fanático que me ensinou muita coisa, e influenciou musicalmente com uma riqueza maravilhosa, de Charles Mingus e Glenn Miller a Candeia e Zé Ramalho, revirando algumas coisas aqui, encontrei um compacto aqui de Toots Thielemans & Sivuca no Chico’s Bar, adquirido em 88 ainda em Salvador pelo meu pai, e embalou tantas vezes o pós almoço nos nossos domingos suburbanos.

Em retribuição apresentei o Ronca Ronca pra ele, que quando finalmente lembrava de ouvir, não entendia Paul Newman de tanta falation, mas ficava feliz pra Meireles quando rolavam tais pepitas musicais

Hendrix e Cartola ganharam mais um lá na plateia, aqui embaixo fica uma saudade imensa.
Um brinde com aquele camarelo que Seu Ariston curtia tanto.

Obrigado pela amizade estrogonófica por todos esses anos.

PS:”Chuto” Fernando me parece nome de um camisa 9 Uruguaio dos anos 90 – Abel “Chuto” Fernando.

Cheers! (3x)

Um grande abraço!”
Renê, filho do Seu Ariston

+

Assunto: Palavras das gerais

“Mauval e Nandão (a lenda), estou ensaiando o envio deste email a tempos. Meu nome é Mateus, sou um mineiro, torcedor fanático do Cruzeiro e viciado na boa música. Eu não conhecia o Ronca até janeiro deste ano e fui presenteado por um amigo com a indicação do programa, confesso, fiquei hipnotizado.
Comecei a escutar religiosamente a partir do 420, todas as sextas, calado, no meu cantinho de tomar uma cerveja, luzes apagadas; a companheira e a família já sabem do meu momento, meu ritual. Os programas anteriores tento ouvir na web ao longo da semana, o Ronca é um companheiro para se lidar com um mundo tão doente, o trabalho de vocês é luz em tanta escuridão.
Tenho milhares de coisas para falar, mas queria apenas agradecer vocês por nos oferecer 2 horas de tanta magia e qualidade. Eu como parte da ouvintada, coloco meu olhar fixo e rastejante no futuro e aguardo ansiosamente a notificação que chega todas as quintas as 22h. Me despeço com os sonhos de um mineiro itabiritano e cruzeirense:

“…Mundo mundo vasto mundo
Se eu me chamasse Raimundo
Seria uma rima, não seria uma solução
Mundo mundo vasto mundo
Mais vasto é meu coração

Eu não devia te dizer
Mas essa lua
Mas esse conhaque
Botam a gente comovido como o diabo”

Amplexus e osculos”

Mateus

tiago, isabel, adriana e o #458…

“Salve MauVal, salve Nandão..

Sem palavras para o #458, vocês tem uma vinheta do tom zé que ele fala, Que o sonho dele era tocar na rodoviária, o meu como estou muito de longe de ser um tom Zé era me escutar na rádio, eu sempre escuto o ronca no meu carro, no rádio desde os tempos da OiFM, e um sonho meu foi realizado ao participar junto com vcs, minhas escolhas minhas histórias e seus comentários e carinho quanto a isso, foi emocionante.
E para mim o melhor de tudo foi a dedicatória a Adriana e a Isabel, com essa música dos Novos Baianos, nos emocionamos, foi difícil segurar as lágrimas, acabou sendo o melhor presente que eu propor dar para Adriana e para futura membra da tripinha Isabel, e que vocês me conceberam essa gloria, me faltam palavras mas me sobram sentimentos bons, foi muito especial para todos nos, e hoje já cantarolo essa música para decorar quando ninar Isabel.
Muito obrigado do fundo do coração foi incrível, obrigado por tudo que vocês representam pra mim e agora para nós da minha família.
Ronca-Ronca This is Religion.
Obrigado
um Abraço”
Tiago
Pai da Isabel.

a bula do #458…

charles mingus – “moanin'”

los hermanos – “condicional” (pedido do roNcraKudo tiago)

bobby womack – “lookin’ for a love”

mikis theodorakis – “zorba’s dance”

zumbi do mato – “zorba, o grego”

the damned – “i just can’t be happy today”

the damned – “new rose”

eliades ochoa / buena vista social clube – “el carretero” (ao vivo, 1998)

orchestre poly rythmo de cotonou – “se ba ho” (pedido do tiago)

boogarins – “lucifernandis” (ao vivo no roNca, outubro2014) (pedido do tiago)

novos baianos – “isabel”

itamar assumpção – “bicho de sete cabeças”

itamar assumpção – “vê se me esquece”

ouça AQUI o programa