Arquivo da categoria: torcida

arthur e “pelota de cuero”…

Subject: Pelota de Cuero
“Pelota de Cuero é um filme argentino de 63. Conta a historia de um jogador veterando que não quis ir pra Europa, preferiu se acabar no Boca. Edmundo Rivero, El Feo, manda vários tanguitos e milongadas na pelicula, mas só achei essa no youtubão.
Abraços, Mauval e Nandão.
O #498 não segurou a ansiedade pelo quinhentola. Só vem!”
Arthur

joão, kinski, herzog, #498 e #500tola…

Subject: as difereNtes difereNças
“fala, mister!
cara, muitas surpresas boas nos últimos roNquiNhas!
a primeira foi a referência ao klaus kinski. eu vivi uma fase em que assistia TUDO que passava pela minha frente feito por ele e pelo herzog. os documentários do herzog são incríveis. reza a lenda que o kinski era um verdadeiro demônio e que muito do que se vê na tela reflete a própria personalidade do boneco. o próprio herzog diz que tanto em “fitzcarraldo” como em “aguirre – a ira dos deuses” o kinski tratava os nativos pior que bicho. muito sinistrong mesmo. tudo isso dá pra ver nesse doc mas só achei em alemão.
AQUI, sobre a relação dos dois, herzog e kinski.
outra coincidência foi a presença do waganda kenya nos primeiros minutos do #498. esse mesmo som dá as caras numa mix que fiz no começo da primavera… AQUI.
sigo aqui ansioso com o quinhentola e já com o bilhete comprado pra encostar em terras brasilis em novembro de 2022! 🙂
aquele abraço”
joão

igor soprando velinhas hoje (ou muita pressão no turbo)…

Assunto: parabéNs pra geNte! vamos soprar veliNhas!

“mauval, nandão!

como vcs estão? td bem?

faço aniversário, hoje, dia 27 de junho, mas comemorei ontem.

minha patroa, a bárbara, logicamente ta ciente da contagem progressiva pro quinhentola e dos 40 anos na pista e fez essa barbaridade aqui comigo. vejam as fotos!

obrigado por tudo e abraços,”

igor
####
D+D+D+D+D+D+
( :
cheers

alexandre atropelando…

“MauVal véi e Lendário Nandão
Nos últimos tempos o Ronca, mais que em outros, foi meu companheiro. O motivo: meu pai estava internado em Petrópolis, uma hora e meia de onde moro. Muitas foram as vezes que encarei a estrada, sempre com o programa da gente a bordo. Triste com a situação do meu velho, mas sempre com a ótima companhia de vocês.
Enfim, como a vida atropela a gente, como não somos donos de nada, meu coroa não resistiu e agora tá lá, se não com Hendrix e Cartola, ouvindo seus boleros e sertanejos raiz.
Mas a vida segue e a arte salva. Agora mesmo terminei o filme sobre o Manguebeat, no In-Edit. Não percam.
Vamos em frente, progressivamente rumo ao Ronca 500, ao 1000 …”
Alexandre
JF
roncracudo

aTRIPA lá fora…

Assunto: John Peel em Oslo

“Fala, MauVal e Nandão!

Em trabalho por Oslo, sobrou um tempinho livre e fui logo dar uma bisbilhotada em lojas de discos. Acabei caindo na Big Dipper, uma baita loja. Aí não tem como não lembrar do Roncaço.
Aí passeando pela cidade com a sacola na mão, dei mais uma conferida no material e eis que me deparo com a frase d’Ele na embalagem. Já sabe quem, né!?Saudações…”

Luiz Gustavo, de Chalé / Lajinha mas hoje em Oslo com John Peel

+
Assunto: Casa do jack white
“Mauval,
Você comentou no programa sobre a iniciativa do Jack White de recuperar um equipamento/cabine de gravação de vinis em sua loja de discos, a Third Man records.
Pois bem, por acaso estou em Nashville a trabalho e fui conferir a loja do boneco. A cabine está lá e funciona mesmo, enquanto estava na loja um sujeito entrou com um violão na cabine e gravou um vinilote de uma música dele na hora!
Comprei alguns compactos bacanas, alguns exclusivos da Third Man records, com gravações dirigidas pelo Mr. White. Em breve algumas dessas pepitas chegarão na caixa postal do Ronca Ronca.
Abração”
Helcio
+
Assunto: tanto a contar sobre santorini…

“…mas o paraíba já disse tudo:

Quem não tem amor no mundo
Não vem neste lugar
Quem não vê azul profundo
Não tem mais pra onde olhar
Quem tem medo
Traz no peito o óbolo da precaução
Eu trago um anjo nos braços
E ouro no coração”

Kelvin

aTRIPA desorientando o jumboteKo…

Assunto: Momento Batatada forte
“Meus queriiiidos Mauvall e Nandão!

Sou um ouvinte assíduo do Ronquinha desde 2010, já ganhei até ingresso de vocês pra ver o Skatalites no circo <3
Morava no Rio, mas há três anos estou em BH, e já encontrei integrantes da Tripa por aqui 🙂
Devo ao Letuce ter encontrado vocês (tava buscando entrevistas da Letícia e Lucas na internet), e quando ouvi Orchestra Baobab no programa falei ‘peraí, bicho!’, essa parada aqui é forte. E nunca mais deixei de ouvir. Sou infinitamente grato por ter conhecido tanto som maravilhoso – Doris Troy, Jefferson Airplane, Terry Callier, Karen Dalton, Jon Lucien, Billy Preston, Benjamin Clementine…
Daí num dia de faxina tava escutando uns programas antigos baixados no meu tocadorzinho, e no programa 310 na UEBI, escuto a seguinte batatada: Mauricio mandando que em 2020 talvez nem tivesse mais o Ronca Ronca. Rá! De lá pra cá a nação ronqueira chegou junto e o Jumboteco tá voando alto e forte rumo ao quinhentola. Vida longa ao Ronca Ronca!
Amo vocês, seus lindos.”
Juliano – vulgo juju
D+ o pombo do juju… o detalhe é: a tristeza em 2020 foi uma projeção do que seria fazer o roNca num país sem ouvintes curiosos, com tsunamis de informações apalermadas, onde a porradaria entre alunos X professores está no nível mais sinistro e etc & tal… e aí, quase aos prantos, expressei minha preocupação apocalíptica com o futuro do roNca… UFA!
+
Assunto: 1972 / Ucrânia
“Fala Mauricio e Nandão, tudo bem com vocês? Espero que sim.

Tanta coisa que lembro de comentar ouvindo o programa e vou esquecendo. Mas aproveitando a recente lista dos discos de 72. Sou um desses também que considero o ano um guia. Isso começou há um tempão, quando atentei que o Exile on Main St, Ziggy Stardust e Transa eram do mesmo ano. E senti falta dele na lista. Não sei como é a paciência de vocês com Caetano, mas considero o Transa um monumento. Na minha vitrola ele tá quase ganhando a etiqueta Stairway to Heaven.
Fica minha cota de dedo no olho e cadeira voando nessa lista.
Grande abraço.”
Omar
+
Assunto: 496 & Manu primeiro disco.
“Salve Nação ronqueira!
Como estamos daqui do lado do mundo, já bloqueei meu calendário do trabalho para daqui duas sextas e vou ter conversar com meu chefe essa semana para trabalhar de casa para poder escutar AO VIVO o ronca #500!
Não poderia estar mais empolgado para a grande festa!
Então semana retrasado aconteceu algo q muitos roncracudos já haviam descrito antes. Escutei o #496 durante o fim de semana e adorei as músicas do Bert Jansch e do erasto, durante a semana fui no spotify e escutei as músicas, mas fiquei com a pulga atrás da orelha pois não tinha sido tao bom quanto no programa, aí aproveitei que estava fazendo uma viagem semana passada e escutei o #496 novamente durante o voo de avião, tirei a prova durante o programa tem uma mágica que faz as músicas ficaram ainda melhores!
Outra fato que queria devidir com vocês foi que a Manu (minha filha mais velha 10anos) começou a escutar uma cantora, Olívia Rodrigo. Aí perguntei ela, manu vc já começou a escutar a discografia dela? Primeiro ela nem sabia oque era discografia, infelizmente não temos LP ou tocador de CD, mas abri o spotify no IPad dela e ensinei ela como escutar o CD inteiro. Para que que fiz isso, ela ficou vibrada no CD da Olívia Rodrigo – Sour. Muita legal ver ela se apegando a música (mesmo que não boa hehe). Me lembrou minha primeira fita do Guns N Roses – Use your illusion I.
E isso, muito feliz por poder escutar toda semana esse programa maravilhoso!
Cheers,”
Leo
+
¡Hola Amigos! ¿Qué tal?

Estive uma temporada na Espanha, por isso estava na moita, mas sempre estou na escuta. Não deixei de ouvir nenhum programa.
Me senti literalmente como a “Tripa de Fora”
Para registrar esse momento, levei o “manto sagrado” para passear no Park Guell em Barcelona.
PS: por favor retomar aquele quadro com as 3 músicas dos Roncrakudos.
Um grande abraço.”
Fábio de SP

leonardo, o #497 + 18 aNos a bordo…

Subject: o caminho da intoxicação até o #497

“Alô, MauVal! Alô, Nandão!

Por uma dessas coisas da vida estive longe do ronquinha por um pouco mais de 2 meses. O que não foi tão ruim porque na última semana eu tive a experiência estrogonófica de ouvir um programa por noite. De fone, ao contrário do Nandão. Finalmente chego ao #497 transtornado, falando tudo sem dizer nada, tropeçando em pepitas… sintomas de alta dosagem de falation e sons absurdos. Rapaz, hoje à noite eu não sei nem o que fazer. Vou precisar catar o programa #200 e vir administrando a medicação aos poucos.

Mas vim aqui comentar sobre um dos tópicos do #497: a dificuldade de transmitir a emoção da música e do futebol no cinema. Realmente, estamos diante de algo que vai mais pro subjetivo e que precisa de uma carga ou muito forte ou muito sutil pra fazer efeito. Errar a mão aqui é muito fácil. Mas lembro de dois exemplos nos quais o cinema conseguiu traduzir bem o que é essa paixão pelo futebol e pela música. Não como elementos principais da narrativa, mas como tradução do que a gente tem de mais humano. Estou filosofando sob o efeito, me perdoem. A paixão pelo futebol foi lindamente traduzida na explosão da torcida na cena de perseguição no estádio em “O Segredo dos Seus Olhos”. Ali você é levado pra dentro do caldeirão da torcida e ouvir aquela explosão de gol na sala de cinema foi incrível. E, por outro lado, a emoção da música é muito bem traduzida pela cena do altar em “O Casamento de Rachel”. Essas duas cenas já passaram aqui pelo site há alguns anos, tenho quase certeza. São momentos importantes, inesquecíveis, mas que são só uma parte pequena dos 90 minutos do filme. Trazer a música e o futebol pra tela e explorar essa paixão por completo é realmente uma terra que ainda não foi pisada.

Abraços enormes pra vocês e muito obrigado pela companhia diária durante a última semana. E principalmente pela cabeleira altíssima dos últimos 18 anos acompanhando o jumboteko.”

Leonardo

vezão, o #497 e o #500tola…

Subject: Agora é contagem regressiva
“Salve MauVal,

hoje eu segui o meu ritual de toda 6a feira, começar o dia ouvindo o roNca enquanto preparo o café da manhã. Acredito q devido ao fuso horário, eu normalmente comece a ouvir o programa um pouquinho depois da maioria dos roNcracudos… Mas aí rolou uma convocação especial de ouvir o 500tão ao vivo, todos juntos como em final de Copa do Mundo e missão dada é aquela coisa!
Já comecei o aquecimento e garanto q me juntarei a massa de roNcracudos p curtir esse barato épico, daqui da Moldavia e em simultâneo com o resto do mundo. Vamos ver se a internet aguenta tanto pardal pendurado no fio!
Um abração e parabéns por mais um programa excelente,”
Marcelo Vezão.
p.s. ainda estou extasiado com a participação do mestre Tonico Manoel, precisei ouvir o programa de novo durante a semana p processar tanta informação.

gil de volta com a saNkofa e soprando velinhas…

Assunto: De volta ao Jumboteko
“Faaaaala Mauval!

Passei os 2 anos de pandemix trampando em Valinhos-SP e agora to de volta. Confesso que me distanciei do Ronca pois a minha ritualistica para ouvir o programa é paz, silêncio, eu e meus pincéis. E não negocio com isso…
Mas o q poderia ser um lamento, eu q sou da turma do copo meio Cheio ( sim, um otimista abobado), estou acompanhando os novos e ouvindo todos antigos q ficaram na prateleira nesses 2 anos.
Destaque pro programa #458 onde vi uma constatação minha ser verbalizada:
” É tudo releitura?”…
Eu demorei uns 3 ou 9 programas pra constatar o q a moça viu com 2… elas são mais espertas que nós, fato!
Bom, agora vamos ao q interessa.
1- Acho que o tema merece um momento Plantação de Batata.
2- Como caí nas artes plásticas, olhar pra frente sem nunca esquecer o passado foi algo que me tirou do eixo. Mandei uma fotoca da tattoo nova pois queria dividir com vcs- Sankofa. Me apresentada pelo magnífico Amaro Freitas no #472.
3- Como aniversariante, um pedidinho simples com 3 opções: Amaro, Ian Dury ou Lucio Maia
Forte abraço, a dobradinha com Nandão tá afiadíssima e mais 40 anos pela frente!!!
Cheers,”
Gil
p.s. Meu aniversário foi 31 de Janeiro!

aTRIPA molestaNdo forte…

Assunto: Molestada
“Salve Mauricio!

Noites memoráveis no Circo em junho. Baianasystem e Gustavo Black Alien. Cada um do seu jeito marcaram as comemorações do meu aniversário. Sem contar que o Circo é o circo para show.
E dessa vez fui eu dar aquela molestada básica em Bigorrilho.
Quem venham mais e mais noites como essas trajado com o manto!
Abs,”
Jonas
+
e o estrogonófico mayko deu uma encostada no cumpadi washington, dia 2junho, em buenos aires…
.
D+
( :