historinhas

especial música negra…

a TI (tá indo) do roNca pescou esse setlist do “especial música negra” que foi ao ar pela imprensa fm, em 22julho1998… prestenção nos participantes de 22 anos atrás:

– ESPECIAL MÚSICA NEGRA –

ABDUL TEE JAY’S – Rokoto Frenzy

RAY CHARLES – Don’t You Know

TONI TORNADO – Bochechuda

BOOTSY COLLINS – Jam Fun

ARETHA FRANKLIN – Climbing Higher Mountains

SCHOOLY D. – Original Gangster

FELA KUTI – Original Surfferhead

LEMON D. – City Lights

JOHN LEE HOOKER – I’m In The Mood

THE UPSETTERS – Soul Man

GERSON KING COMBO – Funk Brother Soul

JIMMY SMITH – In A Mellow Tone

SINHÔ NA VOZ DE JANUÁRIO DE OLIVEIRA – Fala Macacada

STEVIE WONDER – Pastime Paradise

DREAM WARRIORS – My Definition of a Bombastic Jazz Style

THE METERS – Cissy Strut

DOM SALVADOR E ABOLIÇÃO – Uma Vida

RUFUS THOMAS – Do The Push And Pull

BLACK STAR – Let Jah Be Praised

FUNKADELIC – You And Your Folks, Me And My Folks

BLIND WILLIE McTELL – I Got To Cross The River Jordan

THAIDE E D.J. HUM – Não Pare O Funk

JAMES BROWN – Licking Stick

JIMI HENDRIX – Still Raining, Still Dreaming

 

o grande barato do barata…

num futuro próximo (ou distante), o talento de mário barata será reconhecido… guardadas as devidas proporções, como foi o caso de alair gomes… que, mesmo super conectado às artes, levou décadas para se transformar em um dos principais nomes da fotografia planetária.

well, well, well… barata tinha um estúdio na rua da lapa onde registrava, principalmente, a população que gravitava pela localidade… ou seja, a fina flor dos excluídos, a biodiversidade da vizinhança como nessa masterpiece que está pendurada bem na minha frente…

grande parte da remuneração do mário vinha de revistas “sensuais” voltadas para quem não podia comprar as publicações de “nu artístico”… manja?

barata, volta e meia, me ligava: “vamos fazer umas fotos pra revista?” e circulávamos por áreas amoitadas/remotas na cidade de são sebá sem ninguém para incomodar… tipo a foto (de 1979) com ele registrando a moça e que está no livro “preto e branco”… claro!

mário barata parecia um viking (devia ser), grandão, cabelo todo desgrenhado, ótimo humor… dessas pessoas raras. até que um coice no coração derrubou nosso ragnar. PQP!

semana passada, raul mourão e fred coelho mandaram esse tijolinho, de 1980, informando…

D+ o resgate dessa homenagem ao gigante mário barata.

não tenha dúvidas, um dia, Ele será descoberto como tantos outros fotógrafos da atualidade que, “da noite pro dia”, galgaram parâmetros intergaláticos.

barata forévis

rave on, van (ou comendo mosca no 7.5)…

mega mosca comida dia 31agosto por não termos citado o niver de van morrison… JISUS

deve ter sido um dos raríssimos 31agosto que passamos batidos nos últimos séculos… caramba, nada aqui, nada no programa, nada… imperdoável!

em compensação, a revista hot press

pegou muito pesado ao selecionar 75 artistas irlandeses para interpretar o cancioneiro de sir ivan, the man!

a exibição seguirá setembro a dentro e já temos inúmeras presenças inoxidáveis.

como por exemplo, o presidente da irlanda deitando os cabelos em…

que D+, o PRESIDENTE da irlanda reverenciando van morrison e todos os que estão na letra da canção + os que ele incluiu nessa versão… mamãe, o presidente deles! oxente, que inveja!

VAN forévis

cheers

are you experieNced?

a reverberação do #400 está muito trepidante… sobretudo, pelo fato do programa ter tomado a configuration “somos todos roNca”, sem nomes nem caras mas um treco muito forte que paira sobre todos. batatada? pode ser, apesar das mensagens que chegaram – e seguem chegando – apontarem para essa leitura “peace & love” do #400… e, sendo assim, não tenho como calar a voz d’aTRIPA, ainda mais nos tempos que estão a nos engolir…

Assunto: missa #400

“Fala Mauricio, Nandão e toda tripa.

Lendo os relatos da tripa sobre o #400, fica claro pra mim, desde o Rock Alive, parafraseando o Clube de Esquina, que Nada será como antes. Assim como eu, milhares de pessoas entraram no DNA ronqueiro e abriram caminho com novos e novos seguidores a cada ano. Quem é pego, não desgruda mais ……. quase chorei ouvindo a gravação da Fluminense com o Renato Russo. Esses registros são espetaculares.

O programa #400 !!!!! Não foi um programa. Foi uma síntese de tudo, PARCERIA, CONFIANÇA e DEDICAÇÃO de vcs. Sempre. Edição bem pensada e conceituada, e executada de forma tão espontânea que dá raiva !!!!! kkkkkkk

Linda a emoção de vcs, linda a emoção do povo (que comentários espetaculares), que repertorio tão singular mas tão Ronqueiro.

Tenho pra mim que desde sempre, o Ronca Ronca e seus outros apelidos, fazem alguns programas (muitos na verdade) que não são programas de musica, é um todo. É pra ser ouvido como uma Suite. Os comentários, vinhetas, batatadas e musica são pra serem ouvidos juntos. Esse é um deles. Tem um que ouço sempre, sobre o Mali que pqp …… e outro sobre o lançamento do PiRACEMA com Callado imitando o maluco do Miranda, enfim ……

Vida longa ao Ronquinha, obrigado de verdade pelos 400 programas e sei la quantos mais…

Somos muitos e podemos e devemos sermos mais …….

Ronca Ronca …. o melhor !!!! o melhor !!!!!

Abraços.”

Marcola (ouvinte desde 85)

+

Assunto: Re: RoNca 400 ao vivo @ FroNt Capixaba

“Salve MauVal e Nandão ( a lenda ) !

Oque foi o #400 ?! Coisa linda de Deus ! São Mauricio , São Nandão e a Santa tripa ! Kkkk. Cada depoimento maravilhoso , com sensibilidade , coerência , malemolência , elogios gramaticais de composição , uau!! quem sou eu no meio destes gigantes da nação roNquiera ! Nobody ! Quando ouvi o relato sobre “ O vencedor “ do los hermanos pirei de vez ! Já era a segunda audição dentro do carro ! Ouvi aquilo e disse “ caraca ! Pqqpariles !! É isso ! “ aumentei no talo e cantei juntou arrepiado !! Em cada depoimento eu vi a devoção e carinho ao Ronquinha …q demais! Quero muito encontrar vários com o maNto por aí ! E o relato sobre a Ministry of defence da PJ , que imagem , que descrição , que mulher ! Fiquei em silêncio junto qdo foi tocada pela primeira vez no Ronca , senti o peso e a força dessa música ! This is religion !!

A primeira audição foi com o inoxidável Leon , amigo que fiz graças ao roNca e que anunciou a chegada à Vila Velha no dia do #400 , não poderia ser melhor , ouvimos tudo na beira da praia no beer truck do amigo João ( Tb do froNt) ! Q momento !!
Obrigado MauVal , Nandão , Shogun e toda nação ronqueira por me fazer tão feliz com essa fissuração a música ! Muita emoção ! Music is the weapon of the future !

Forte abraço !”

Mayko

o #400centão esmigalhando o coração da ouviNtada…

o #400 está montado em 206 minutos e 57 segundos… ou seja, quase três horas e meia  da mais pura desorientação sonora… envolvendo, praticamente, todos os componentes que insistem em manter o programa vivo, desde 1982… com destaque absoluto para o irrestrito apoio da audiência.

o #400 foi criado LIVE, na marra, com saNgue quente.. e, claro, recebendo lá de cima os acertos necessários para manter os encaixes “sobrenaturais” e não sair do trilho. o tempo do programa passou muito rápido, ainda mais com o aquecimento ofertado por valdeco. cheers

com o formato de audição “quando-onde-como quiser”, o #400 reverberará loucamente pelos próximos dias… mas, sobretudo pelos relatos dos que ficaram pendurados na íntegra do programa (LIVE), já temos certeza absoluta do impacto causado.

meu desejo desde a flu fm é o de apresentar um programa que seja importante para as pessoas… biNgo!

MEGA obrigado pela audiência frenética e pelas mensagens que estão chegando… D+D+D+D+

para exemplificar a tal importância sonhada, aqui está o pombo enviado por túlio “brasa”…

Subject: Ronca 400
“Mauricio, essa edição bateu muito forte. Que comunhão bonita de música e amizade. Muita sorte da gente ter o Ronca Ronca e você para guiar os caminhos. Emocionante demais ouvir vários sotaques e depoimentos pessoais sobre tanta música que a gente ama.
Terminar com “Trovoa” foi brilhante. Vejo como uma música quase particular da nossa turma – casual, apaixonada, urbana. É a música que vai passando entre amigos de dica em dica e costurando um laço maior no caminho. Como o Ronca Ronca é. Estamos sempre contigo!
Obrigado a ti e Nandão por tanto carinho nessa edição do Ronquinha. Estou na torcida por uma música do Wilco na repescagem.
Beijos,”
Túlio

pelé, o único rei…

sabe o tipo de pessoa que você fica admirando de longe? que você acompanha o picado manso da criança singrando pela calçada? que quando está perto a gentileza toma proporções avassaladoras, hein? malemolência incomum, olhar que perfura cofre de banco, manja? ninguém que saiba portar a camisa do vasco com tamanha autenticidade e beleza, sacumé?

pois bem, em tempos de massacre total, não mais terei essas doses de felicidade que há anos me acompanhavam… soube ainda agora (são 16:30) que – há uma semana – perdemos pelé, o mago dos óculos, o gentleman verdadeiro de um bairro que não mais existe (ainda mais agora).

ficou um mês entubado pelo mocorongo, resistindo, saindo na porrada diária com os genocidas que infectam a tudo e a todos.

buraco, sodade, que falta da porra

) :