imprensa

e o raio caiu duas vezes no mesmo lugar…

nota publicada hoje na coluna do ancelmo (o globo)… hello crazy people total!

acabei de falar com o de la peña para saber como essa coincidência teria acontecido… e ele disse que o click dele não foi feito ontem mas há vários dias.

a xereta registrou as placas, ontem, exatamente, às 16h… e coloquei o assunto aqui no poleiro nos primeiros minutos de hoje… ah, tá, alguém do ancelmo poderia ter visto o post se lembrado da imagem do de la peña e subido o assunto na coluna… só que é industrialmente impossível (será?) um jornal não estar fechado na madrugada em que vai pra banca. captou a logística?

conclusão, foi uma MEGA coincidência a nhaca com as placas de dorival pipocar tanto aqui quando na coluna do ancelmo no mesmo dia… UAU!

a menos que chegue alguém dizendo ser possível neguinho da coluna ter visto o post à meia noite e 10 minutos, montado a nota e enviado pra gráfica a tempo de imprimir o jornal no mesmo dia…. “acho que parece que não sei” (paiva)

a evolução…

e o roNca pensando em colocar três horas no ar!

HAHAHAHAHA… que momento!

sempre achei muito curioso como boa parte dos entendidos (daqui) mergulha de cabeça em situações que, claramente, levam ao fim dos tempos só para estar conectadinha à “modernidade”.

caramba, recentemente, o mesmo globo exibiu uma matéria (que colocamos aqui) onde todos os responsáveis (lá de fora) pela criação da web (em todos os níveis) recomendam que as pessoas se desconectem para salvar o que restou da humanidade.

enfim, estou aguardando (muito curioso) uma nova matéria com essa geração onde será publicado o jeito dela saborear uma iguaria, apreciar uma paisagem, fazer sexo, observar um pint de guinness ser servido, preparar o churrasco, admirar a prorrogação de um clássico do futiba, curtir a praia, rezar pela encomenda do correio chegar logo, dar boas vindas ao irmãozinho na barriga da mãe há um mês, surfar uma boa onda…

e o roNca pensando em colocar três horas no ar… JISUS

michael stipe (ou menos um)…

R.E.M. frontman Michael Stipe says that he’s leaving the toxic world of Instagram and possibly social media in general. In a new interview with BBC Newsnight, Stipe discussed his social media habits, announcing his plans to officially leave the platform once and for all later this week.

“It’s definitely changing the way we approach each other and the way we approach problems,” he said. “Politics have been shaped by it, certainly in my country. We have a commander-in-chief who, rather than doing face-to-face interviews like this, would rather just tweet, which I find repellent and diminishing.”

“I’m leaving Instagram this week in fact, I’ve had enough of it,” he continued. “I think that we deserve better and I feel like there might be a more generous platform to come along if enough people followed in my footsteps. I have never been on Facebook, I have no interest in that and as a public figure, I think it’s not really a thing that I would do anyway…I don’t like being tracked and followed, I don’t like the idea that they’re keeping track of how I look at things and how much time I spend looking at things.”

He also acknowledged that we’re all complicit in handing over our right to privacy. “Of course, we agree by clicking the ‘agree’ button [to the platform’s Terms of Service],” he said. “But to take a step back and look at and acknowledge the way it’s changing how people communicate with each other.”

Stipe echoed what feels like a growing dissatisfaction with the current state of social media and digital platforms more broadly, with others like Bon Iver’s Justin Vernon and The National’s Aaron Dessner recently announcing their own non-commercial streaming alternative featuring a new album from the duo as Big Red Machine