imprensa

para ser (muito) estudado pelos interessados em comunicação…

acordei, hoje, querendo saber o resultado do jogo de ontem entre cruzeiro e juventude que estava 0 a 0 até metade do segundo tempo.

fui ao globoesporte.com e…

Por Guilherme Macedo — Belo Horizonte

O primeiro tempo do jogo contra o Juventude deu uma amostra quase perfeita do que o Felipão encontrará em Belo Horizonte. Nos primeiros 45 minutos, o Cruzeiro teve erros que se repetiram durante todo o ano, com Adilson Batista, Enderson Moreira e Ney Franco.

A começar pela saída, que é muito lenta. A bola roda demais entre os laterais e os zagueiros. Os adversários têm muita facilidade para marcar, assim como têm para saírem jogando. Achar espaço entre as linhas do Cruzeiro é fácil desde o início do ano. Nessa sexta, no primeiro tempo, também foi.

As chegadas que incomodaram Marcelo Carné no primeiro tempo sequer foram em finalizações. Jadsom, em uma bola adiantada, foi parado pelo goleiro, e Maurício levou certo perigo em uma bola atravessada, que mais pareceu um cruzamento para Sassá do que um chute.

O setor de criação praticamente inexistiu. Jadsom participou bem, chegando de trás, mas Maurício e Régis seguem muito mal. Dar regularidade a essa dupla foi algo que nenhum técnico conseguiu, até agora. Giovanni Piccolomo ficará à disposição em breve e será mais uma opção para o setor.

O segundo tempo foi bem melhor, principalmente na segunda metade. A marcação do Juventude já dava mais espaços, sobretudo pelas pontas. Daniel Guedes apareceu mais, assim como Airton. Maurício e Régis seguiram mal. Não foi uma atuação brilhante, mas o time teve um volume considerável de chances claras, sempre chegando pelos lados, fosse com bola rolando ou em escanteios. Marcelo Carné estava em noite inspirada.

O que fica de positivo para o Felipão nesse jogo, além da melhora no segundo tempo, é a entrega do grupo e as boas atuações de jovens. Não dá para negar que o time brigou mais, lutou mais. E os times do Felipão têm essa característica. Entre os jovens, que formam parte importante do atual elenco, destaque para Rafael Luiz, Jadsom e até mesmo Welinton. Preterido por Enderson na reta final de trabalho, reintegrado (mas nunca utilizado) por Ney, o atacante entrou bem e mostrou que pode ser uma boa alternativa de velocidade, que muitas vezes falta ao Cruzeiro.

Felipão chega com status de “salvador da pátria”. A missão dele é inédita e quase impossível, não só pela situação na tabela, mas por tudo que envolve essa vice-lanterna. O time está nessa condição porque apresentou futebol de zona de rebaixamento na Série B na maior parte das 17 rodadas.

DAQUI

######

li uma vez apressado e não percebi o resultado do jogo… ok, prestei mais atenção na segunda leitura… e nada do resultado. pensei com meus botões: “será possível que o GE não se tocou que a informação mais importante do texto não foi ao ar?”

oxente, vai ver o bagulho está nos meus cornos e não estou avistando.. JISUS

mas não, não foi ao ar… mamãe! muita poesia, charme (?!), sagacidade, estilo (?!), palavras  de efeito (sem revisão), conhecimentos táticos mas nadica de, simplesmente, escrever quanto foi cruzeiro X juventude… que comédia!

JISUS… vou ligar pro samuca pra saber o placar!

esse fenômeno do jornalismo deve ser estudado pelos interessados em comunicação e merece ser emoldurado… afinal, é uma joia da modernidade!

p.s: acabei de falar com nandão (a criança está ótima) que foi preciso… “resultado é o de menos, o importante é dar opinião, tirar onda, bancar o estrategista, escrever merda” (a leNda)

rave on, van (ou comendo mosca no 7.5)…

mega mosca comida dia 31agosto por não termos citado o niver de van morrison… JISUS

deve ter sido um dos raríssimos 31agosto que passamos batidos nos últimos séculos… caramba, nada aqui, nada no programa, nada… imperdoável!

em compensação, a revista hot press

pegou muito pesado ao selecionar 75 artistas irlandeses para interpretar o cancioneiro de sir ivan, the man!

a exibição seguirá setembro a dentro e já temos inúmeras presenças inoxidáveis.

como por exemplo, o presidente da irlanda deitando os cabelos em…

que D+, o PRESIDENTE da irlanda reverenciando van morrison e todos os que estão na letra da canção + os que ele incluiu nessa versão… mamãe, o presidente deles! oxente, que inveja!

VAN forévis

cheers

zé emilio conta pra gente…

Vídeo viraliza e turbina vendas de single de 1981

Você já deve ter visto o vídeo da série Twins React onde os irmãos Tim e Fred Williams, gêmeos de 22 anos, reagem ao ouvir pela primeira vez a música “In the Air Tonight”, de  Phill Collins, sucesso de 1981, 17 anos antes dos rapazes terem nascido.

É sensacional ver os dois quando entra a bateria entra forte, após cinco minutos de comentários sobre o clima e a letra da música, e os dois se apaixonam de vez por ela, dançando sentados.

Mas o que você talvez não saiba é que o vídeo dos gêmeos viralizou de tal maneira (já acumulou mais de 4 milhões de visualizações desde que foi postado, em 27/7) que as vendas digitais da música cresceram 1.100%, em comparação aos dois dias anteriores, com 4.600 pessoas baixando “In the Air Tonight”, conforme a tabulação da empresa de TI Alpha Data.

Tio Phil agradece.

chico, melvin & o #400…

+

RONCA RONCA #400 (DAQUI)

O RONCA RONCA chegou a 400 edições, algo totalmente louvável, ainda mais nos nossos dias. A desorientação sonora de MauVal (acompanhado por Nandão A Lenda) sempre foi grande companheira.
Desde Março os dois não se juntavam pra fazer o programa juntos, o que não impedia de forma alguma os momentos musicais memoráveis. Teve muita revisão de arquivo, muito som bom, mas sempre faltava algo…

Aí o #400 foi chegando e a ideia para torná-lo ainda mais especial foi convidar os ouvintes (a Tripa!) para colaborar com as canções mais marcantes de 2000 pra cá.
Eu ouço o Ronca pra aprender com o MauVal, escutar o que ele seleciona, me desorientar… não sei se queria uma seleção mais formal, feita pelo público. Mas não é que a emoção bateu muito forte?

Até mesmo ouvir algo já batido como “Seven Nation Army” fez sentido. E fechou com “Trovoa”, do MAURÍCIO PEREIRA, e aí o coração não aguentou! Bonito demais!
Ouça no site roNca. Ou no spotify. MI RA CU LO SA MEN TE.

Da minha lista, elaborada e enviada no último momento, não entrou especificamente nenhuma música, mas acertei quatro artistas.

Segue, para apreciação (a do Ronca só ouvindo o programa. Ou não. Clica AQUI .):

10 nacionais 2000
Mauricio Pereira – Pra Marte
Kassin – Água
Arnaldo Antunes – Envelhecer
Marcelo Callado – Fica
Gustavo Kaly – Enquanto o Coração Te fode
Los Hermanos – Casa Pré-Fabricada
Caetano Veloso – Um abraçaço
Lê Almeida – Fuck the new school
Autoramas – Verão
Black Alien – Que nem o meu cachorro

10 internacionais 2000
LCD Soundsystem – Dance Yrself Clean
Neil Young and Crazy Horse – Walk Like a Giant
Wilco – Hate it Here
Vampire Weekend – A-Punk
National – Bloodbuzz Ohio (ou Anyone’s Ghost)
David Bowie – Next Day
El Mató A Un Policia Motorizado – Mas o Menos Bien
Cloud Nothings – I’m not part of me
Yeah Yeah Yeahs – Maps
Beastie Boys – An Open Letter to NYC

VIDA LONGA AO RONQUINHA!!!