torcida

para elevar o espírito, a existência (ou “this is religion”)…

ao dar a rotineira checada na caixa postal (SIM) do roNca, me deparei com essa maravilha enviada pelo ralph… PQP

fui obrigado a sentar no meio fio molhado (blu blu forte) para matutar sobre carmela, viola, jujuba, arrudinha & trocentas outras inspirações poderosérrimas que o roNca abriga no coração… PQP

enfim, prestenção nessa demonstration “this is religion” que chegou de londres com envelope “hand made” com detalhes em relevo e com uma caligrafia que nem o vaticano faz parecido… PQP

mamãe

( :

eviNha, o #376 & o #377 (ou sentada no penhasco)…

Assunto: 376, 377, Nova Zelândia, Braziliana…

“Fala Mau/Val e Nandão, a lenda!

Olha, estou há vários dias pra mandar esse e-mail, mas sabe como é, né?! A gente inventa uma desculpa aqui e outra ali e o tempo vai passando!
A real é que os últimos programas têm sido de uma emoção sem tamanho e venho num replay frenético. Mas há 3 semanas estava eu no sítio de uns amigos kiwis, há 30 minutos do centro de Auckland e eis que encontro essa pepita que mando a foto em anexo. Lógico que coloquei pra tocar e registrei o momento pra mandar pra vcs! Tive que vir do outro lado do mundo pra descobrir essa joia rara.
E que programa foi o #376 com o Passapusso! Desorientação total! Pra uma baiana longe da Bahia em pleno Carnaval é de arrepiar ouvir BaianaSystem e saber que os caras tavam botando pra lenhar em todo canto!
Mas devo admitir, que hoje, sentada no alto de um penhasco, olhando o mar de Auckland e ouvindo Nina Simone encerrar o #377 com To Love Somebody foi difudê, como a gente diz lá na Bahia! Lágrimas pra todo lado, meus queridos!
Só sei dizer que o ronquinha é minha dose semanal de sanidade e contemplação!
Beijo enorme daqui do outro lado do planeta!”
Evinha

felipe & aTRIPA doida…

Subject: Baiana system e etc
“Bom dia Maurição

Estou entrando em contato p agradecer mais uma vez pela dica…..que show foi esse no MAM…to na vibe ate agora.
Brother, foi algo espiritual que aconteceu comigo….obrigado cara.
Ja acompanho seu programa desde a festa que fui por acaso no teatro odisseia….meu repertório mudou muito dela p cá…quebrei muitos pre-conceitos músicas, principalmente da musica brasileira…sem falar de bandas gringas q eu nunca iria sonha que existia…uma delas foi Neil young .. Tem varias que posso citar.. Mas obrigado velho.
Na festa do teatro odisseia eu ganhei uma camisa ( vc rolou um som conhecido de uma banda famosa que nao lembro, mas quem cantava era Ian McCulloch vc falou” quem souber quem esta cantando ganha a camisa”) eu adivinhei quem estava cantando e ganhei…fiquei amarradao.
Dela pra cá to nessa tripa doida..
Enfim…so queria mandar essa mensagem p fortalecer seu trabalho!!
Ps. Preciso de outro manto do ronca o meu desintegrou
Forte abraço p vc e pro Nandao
Desculpe os erros de português.
Att.”
Felipe

fabio ainda no #376 mas encostando no #377…

Subject: Cabeleira altíssima !
“Fala Mau Val!
Cara,
passei o carnaval longe das tecnologias
e só embarquei no #376 ontem.
A fissura era tanta que me escondi numa moita
e coloquei o fone no 10.
Porra, que repertório! Música e atitude em uníssono!
Desde a participação do Almirante Passapusso,
até Gil e Gil Scott… (aliás, o álbum que o Makaya fez é uma porrada!!!!)
Bravo!
Hoje a tarde já reservei minhas duas horas para colocar em dia o #377
com olho parado e cabeleira em pé!
Fica firme aí…”
Fabio

ricardo, direto de berlim…

Subject: aTripa de Fora – Berlim!

“Fantástica a decolagem #376, presença assombrosa de Betty Davis, que descobri agora através do roNca com a mesma boquiaberta que descobri Tim e Jeff Buckley num mesmo programa vosso há décadas. Aguardando irrequieto o especial The Band. Olho parado Total!

Gostei do Formato com entrevistado por telefonema, como do Almirante, acho apenas que devem intercalar o “Falation”  com músicas para dar uma quebrada…

Nandão The Legend, apesar de bem informado sobre Bowie, errou por pouco: o sotaque alemão de „Helden” não era de Hamburg, e sim de Berlim! David Bowie, vizinho de meu bairro em Berlim, Schöneberg, dividiu seu apê no fim dos anos 70 com Iggy Pop, com o intuito de ficarem longe das drogas (logo em Berlim, inocentes…). Atualmente existe um Memorial em seu antigo prédio, na Hauptstrasse 155, e o nome desta rua, berço de várias criações inoxidáveis (inclusive Heroes) será mudada para David-Bowie-Strasse (vejam abaixo). Enfim, não foi batatada não… valeu!

Ricardo, ouvinte Jurássico de Berlim