youtube

nick & bobby aos 3:10 (ou PQParille, mamãe!)…

ronca.desenho

e os oito comentários desse registro no Utube…

I was there Saturday night. I have been to a lot of gigs in my time, but this was the best gig I have ever been to. I am still on a real high. Thank you for posting this.
This is what its all about: love and unity. People come together <3 this was epic and beautiful
Hands down the best concert I’ve ever been to. What a totally amazing performance!
What a gig, it was utterly incredible
Extraordinary. Beyond words. This man is a God. Soo moving. Best gig I’ve ever attended.
i found myself in this video at 2:44 i have seen this wonderful band many times over the years, and they get better every time i see them Nick is a god like genius, i adore them.
Fucking weeping at work right now.
Amazing concert, moving and mesmerising. So pleased to have been there. Cave is King.

oh, my lorde (ou phil collins ainda vivo)…

phil

que fascinante… tem neguinho que não tá entendendo / acreditando como a lorde, musa neozelandeza do indie (ARGH!), teve a cara de pau de interpretar a canção “in the air tonight” de phil collins, na visita delazinha à BBC radio1… e colocá-la no repertório do show de terça feira passada, em manchester, capital indie (ARGH!) da galáxia.

na boa, então, neguinho não tá entendendo paul newman há muuuuito tempo… deve ser a mesma rapeize que passou anos torcendo nariz para bruce springsteen… que chapou com o tributo MEGA indie (ARGH!) ao grateful dead (como assim, bial? grateful dead?), que hoje (i repeat, HOJE) acha elza soares uma diva, que balança o esqueleto ao som de afrobeat. enfim, a tchurma que para aceitar o mundo fora de seu próprio umbigo tem que tomar doses industriais de vaselina para engolir a trosoba… e que, a cada revelação de onde vem o apito do trem, fica ainda mais confusa… hahaha, é vero. nego pira geral.

enfim, gostando ou não de phil collins, o primeiro disco lançado por ele – “face value” / 1981 – é uma obra prima… pode levar fé. só a música “in the air tonight” o colocaria no pedestal da década… o álbum ainda tem eric clapton, produção de hugh padgham (bowie, elton, macca, police, XTC, zappa), as cornetas do earth wind & fire, sonorização de nick launay (PiL+ arcade fire, nick cave, killing joke, gang of four), versão cabeleira altíssima de “tomorrow never knows” (isso, ela mesma de george), violino de l.shankar, baixo de john giblin, além de ter galgado parâmetros estratosféricos nas paradas de mais vendidos do planeta… e neguinho segue não captando a real, deveras fascinante…

phil – que produziu john martyn (perdão eterno por qualquer batatada) e por pouco não se matou – lançou, ano passado, sua biografia com o título em homenagem à tchurma do “apito do trem”…

dead