a bula do SGR#44…

dj dolores & orchestra santa massa – “a casta”

luiz gonzaga – “sanfona do povo”

luiz gonzaga – “piriri”

congo natty – “jungle souljah”

congo natty – “revolution”

songhoy blues – “alhakou”

radiohead – “burn the witch”

radiohead – “daydreaming”

radiohead – “decks dark”

cazuza – entrevista na 98FM apresentando o álbum “exagerado”, em 1985

cazuza – “exagerado”

cazuza – “codinome beija flor”

barão vermelho – “maior abandonado” (ao vivo / 1984)

barão vermelho – “pro dia nascer feliz” (ao vivo / 1984)

ouça AQUI o programa

saulo, o #279 & o deep purple (fase III)…

Assunto: Ronca #279

“Fala MauVal,

Programaço esse #279, Paulinho Boca arrepiando (Novos Baianos é uma das maiores bandas da história de todas as galáxias). Raulzito, Sinatra, Troggs, Nação com seu discão de “couves”, Wilson Pickett, Kamasi, só sonzeira… e ainda um Sabbath pra alegrar a criança aqui ainda mais!

Nessa onda bandas anos 1970, tem como tocar um sonzinho Deep Purple fase III, com Coverdale e Glenn Hugges na formação? Aproveitando a vinda deste último no fim do mês, tocando clássicos da banda no Circo Voador… Might Just Take Your Life ou Sail Away, músicas que bebem totalmente no groove de Stevie Wonder!

Valeu, abração!”

Saulo do Rio de Janeiro.

xôperrengue (ou saNdra iluminando nosso camiNho)…

não vou te enganar não… mas, volta e meia, bate um desânimo, um sentimento de impotência… um perrengue de não ver a roda girar como deveria. uma falta de esperança arretada… sacumé, né?

por aqui, a gente deve elevar as mãos aos céus, diariamente, em agradecimento. afinal, aTRIPA sempre aparece de peito aberto e disposta a bater de frente com a bad trip que insiste em botar as manguinhas de fora. procede?

mas até mesmo com toda a cumplicidade de nossa torcida… hummmmmmm, tem horas que a roda trava, o baixo astral chega brutalmente, uma penca de nhacas ocupa todos os espaços… PQP, xôperrengue!

e quando o caldo está prestes a entornar, eis que chega a saNdra… tal e qual a vinheta “jerônimo, o herói do sertão”…

“Salve, salve Mauricioooo…

Somos de Vila Velha no ES.

Sou professora de matemática e coordenadora pedagógica de Ensino médio, ouvimos seu programa assiduamente, pois tenho um maridão carioca (Alexandre Queiroz) e ele é seu fã desde sempre.
Moramos a 16km de nosso trabalho, gravamos o seu programa pra ouvir no carro e em uma dessas idas e vindas ouvimos sobre a Carta que o Renatão Russo te enviou as vésperas do reveion… me apaixonei pelo livro Cartas Brasileiras… comprei pra escola, devorei em 3 dias a leitura do livro e agora estamos fazendo o rodízio entre os alunos da 3ª série pré Enem… ronca ronca ajudando na preparação de nossos alunos.

Outra ferramenta pedagógica extraída do ronca…ao ouvir o programa que teve a entrevista do Gabriel Muzak, tivemos a ideia de fazer uma frase para o nosso mural conforme a foto em anexo, daí surgiu a ideia de fazermos umas camisas em um projeto que executamos com a 2ª série do Ensino Médio que se chama Gentileza gera gentileza…

Achamos que você ia ficar feliz em saber dos frutos do seu programa!

Grande abraço e fique na luz!”

Sandra e Alexandre

roger kedy…

infelizmente, foi confirmada a subida de roger kedy, ex-vocalista/guitarrista do grupo obina shok.

em julho de 2012, pipocou aqui no poleiro, a lembrança da fortíssima presença que a rapaziada multiracial de brasília teve em meados dos anos 80… de como a primeira demo veio parar nas minhas garras (flu fm) e a sequência de fatos que fez o obina shok galgar parâmetros… tá tudim AQUI!

em outubro de 2014, também aqui no poleiro, caí de boca no MEGA inoxidável show (foto acima) que o obina realizou no parque lage com o IRA, em outubro de 1985… isso, 1985… relembre AQUI.

no início de 1986, com o nome circulando loucamente pelas bocas & ouvidos dos fissurados em sons, o obina shok assinou contrato com a RCA e lançou o disco de estréia com as participações de gilberto gil e gal costa… a xeretinha registrou o momento em que roger e GG acertaram os ponteiros durante a gravina…

em seguida, veio mais um disco e o imediato desmonte da banda… ou seja, o obina shok estruturado sequer existiu por três anos… triste.

pra fechar, as letrinhas de juça (do circo voador):

tiago, alexandre, lucy & shame…

Assunto: Shilpinha

“Fala Mauricião, beleza?

Já tinha me questionado como o mundo ignorava a presença poderosa da Shilpinha (tudo bem que a Angel Olsen e a Courtney Barnett estão nas bocas), mas comecei a ficar completamente atordoado depois de assinar a Mojo através de indicação sua. São MILHARES de músicos, novos e antigos, que eu nunca havia ouvido mais magros na minha santa ignorância. Abri a edição de abril e aleatoreamente escolhi essa maravilha:

God Bless us
and Mojo

Abraço!”
Tiago

+

Assunto: Shame

“Então, MauVal, é assim, pensa: eu chorei no show do Who no Rock’n’Rio. Quando eu nasci Pete & Cia já tinham feito algumas de suas melhores músicas. Não são uma banda de minha geração, mas eu chorei. Chorei pra cacete.

Corta pra 2018. Sou um quase cinquentão, bebo do RoncaRonca semanalmente. Aquele um programa no qual eu conheci o Shame. Aí eu vou atrás do Shame. Aí eu acho isso aqui embaixo. Aí eu choro de novo. Sei lá, MauVal, véi, é foda.

Edson Mauro? Como assim? Será que esse maluco sabe o quanto significa pra minha humilde e tosca existência? RoncaRonca no Maraca? Com Shilpinha e Shame nos amps da SUDERJ? Pode ser jogo do Vasco, que eu tô lá!!

Um abraço”

Alexandre
Montes Claros – MG