abrams/lewis & mitchell

combinando…

 

vou confessar:

as perninhas chegam a tremer forte… o coração, BUMBUMBUM… as mãos, molhadas…

não é mole, ter  à disposição um P.A gigantesco, volume máximo… e 15 mil pessoas à frente (e atrás, aos lados, em cima…)!!!

e “pior”, gente que não faz idéia de quem está a ocupar o “espaço aéreo” antes da banda mais querida da cidade subir ao palco!

é uma responsa muuuuuuito violenta! e o cagaço? mamãe!

não que a experiência tenha sido nova… mas, no caso, as “horas de voo” nada significam, sério!

a minha função nessas situações é manter o público “tranquilo”, na paz… ouvindo música!

e, acima de tudo, deixar a rapaziada no ponto para cruzar os bigodes com a razão de tudo aquilo acontecer!

simples assim… quer dizer, não é tão simples… hahaha!

em recife, comecei a sonorizar na hora da abertura do chevrolet hall, às 19h!

e de cara, abri com algumas músicas do the band, ao vivo… levon helm recebeu a vibe!

( :

a casa foi enchendo… as outras atrações do festival (somato, tibério azul, banda mais bonita da cidade) foram se apresentando… e a casa enchendo, enchendo, enchendo… e eu ocupando espaço com tony allen, céu, tinariwen, flying lotus, + the band, floyd com grappelli, stones (“love in vain”), buguinha DUB, gal (“sua estupidez”), eddie & otto, almaz, the congos, bixiga70, trilha do “baile perfumado”, zep  (“the battle of evermore”), tom waits, the black keys, siba & roberto corrêa, burial, neil young, abrams/lewis & mitchell, young marble giants, arnaldo baptista + blábláblá… enfim, música afinada com um festival de rock (hein?!!! hahaha!)… e, pra arrematar, uns 15 minutos do disco “paêbirú”, pouquinho antes dos hermanos aparecerem! SINISTER!

na volta, depois do show… putz, não lembro! hahaha… sério!

em fortaleza, apenas os hermanos… portanto, não houve interrupções… maomé 4 horas de som, 3 antes e  uma depois do show… metendo a mão em massive attack, keith hudson, cidadão instigado (várias dos primeiros discos), + the band, jimmy smith, joão bosco, burro morto, cesaria, dylan, romulo fróes, fela kuti, van morrison (PQParille, NOVE minutos de “t.b sheets” ecoando por fortaleza, alto pra meirelles), echo dek (primal scream), marley, the specials, bhundu boys, david crosby, james blake, mulatu astatke, hendrix (várias), big youth, staff benda bilili + blábláblá…

e na volta, depois do show: kraftwerk (autobahn), love trio, radiohead (kid a) e wilco, ao vivo, direto… uma meia hora!

e o coração não parava, BUMBUMBUM… ainda bem, né?

( :