alexandre “referência” gontijo

referência, a referência…

Assunto: Gontijo (ou a vida torpedeando)

“Caríssimo Mau Val,

que tristeza saber da saída de cena de Alexandre Gontijo.

Para quem acompanha imprensa esportiva (meu caso), não tinha como não ter ouvido falar sobre o cabriocárico conhecimento do dito cujo.

Cito um exemplo até pessoal. Em 2010, fui curtir a final da Copa em Amsterdã, para ver como o pessoal de lá torceria pela Holanda, que estava na parada.

A Holanda perdeu, coisa e tal, a imprensa repercutiu, e saiu lá uma revista. Comprei. Voltei ao Brasil trazendo o farnel pessoal, achando que só eu tinha tal revista aqui na república federativa.

Entro num blog que Gontijo mantinha na internet, dentro do globoesporte.com

O que constava lá, na repercussão da derrota holandesa? A revista que eu tinha comprado!

Respeitei demais. Vi que ali tinha alguém diferenciado. Por isso, a perda tão lamentável.

É a vida nos torpedeando diariamente…

Abraços”

Felipe

marcelo “caipirinha” & referência (de leeds, UK)…

Assunto: referência

“Mesmo de longe… pouquíssimo contato… homenagem à essa referência perdida pro futebol. Que a cada dia e a cada torneio mais precisa de referência. Fico aqui torcendo pra que os presentes ao funeral apareçam.. com bandeiras do América… do Bangu… do São Cristóvão.. do Leeds United… do Dukla de Praga… da Hungria… com a camisa do Reinaldo… ou do Josimar…”

Marcelo “Caipirinha”

perdemos referência…

acabei de ser esmigalhado pela notícia da subida de alexandre gontijo… que chamo de referência desde o dia (lá pelos idos de 97/98) em que Ele chegou pra mim e disse: “odvan é uma referência”.

gontijo é o maior conhecedor de futebol que conheço… fissurado em música, foi “ghost writer” de oldemário touguinhó no JB. assinou coluna no globo.com sobre jogadores brasileiros que tomaram caminhos desconhecidos no planeta. um poço de irreverência, inteligência, sagacidade sempre carregando uma sacola de supermercado com livros e jornais. tão apaixonado por futebol que ia a TODOS os jogos no maracanã, do time que fosse… uma leNda.

certa vez, eu estava com uns ingleses apaixonados por futebol num estabelecimento manguacento quando avistei o referência passando na calçada… claro, chamei a peça e fiz a devida apresentação… no que ele sacou a origem dos cachaceiros britânicos, abriu a sacolinha e puxou a biografia (original edition) de um treinador irlandês de futebol que jamais chegou à primeira divisão do UK… well well well, não é preciso dizer que os súditos da rainha desabaram de suas cadeiras diante do fato TOTALMENTE inesperado/insólito/psicodélico/estrogonófico!

sábado negro, triste ao extremo, perda gigantesca em todos os níveis, menos um brasileiro para manter a referência viva… FUEDA!

alexandre “referência” gontijo forévis

) :