fernanda abreu

fernanda, o “preto e branco” & aTRIPA…

Assunto: Salve Mauricio, Salve Jorge
“Salve Mauricio, tudo bem?
Visitando a página do Ronca, me deparo com duas informações que chacoalharam tudo por aqui…
Quer dizer que a gráfica que está cuidando de seu novo livro é daqui de Santo André!!!
E mais, você esteve presente em território andreense no feriado da semana passada!!!
Mais do que as inexplicáveis conexões que vem de lá das ondas da 97FM/Fluminense e desembocam nesse contato via Ronca Ronca e na produção desse livro, nessas circunstâncias…
É animador ouvir seu depoimento sobre o tratamento recebido e a constatação de que mais do que a excelência na impressão gráfica, ficou a excelência da impressão vivida.
Ontem (no SESC Pinheiros) pela primeira vez vi a Fernanda Abreu e entre tantos outros momentos, dois em especial me levaram a escrever pois tem a ver com isso tudo que felizmente a gente ainda consegue encontrar e nos surpreende positivamente em algumas situations nessa vida:
Jorge de Capadócia, no bis  – “Perseverança, ganhou do sórdido fingimento/E disso tudo nasceu o amor” – e essa aqui, que fica na memória e no coração:
Por aqui, seguimos sempre na luta, buscando a prática e torcendo com fé
Grande abraço e vida longa ao Ronca!”
Daniel
fernanda-vasco