geneton moraes neto

geneton, o produtor de memória …

fire

no início de julho2013, a chapa esquentou brutalmente no brasa… em uma dessas ocasiões, acabei cruzando com geneton e presenciamos a entrada do inferno.

queimou ainda mais em mim a violência de muitos contra ele, funcionário da vênus. em certos momentos, a agressão física ficou por milímetros… enquanto isso, geneton passava tranquilão sem dar a menor pelota aos injuriados… na certeza que a sua (dele) presença ali no campo minado era muito mais contundente que qualquer coquetel molotov jogado nos cornos do poder.

na semana, geneton registrou os fatos em seu blog…

Relato de uma testemunha acidental de um tumulto nas ruas do Leblon: o Dr. GL entra em cena num fim da noite de quinta-feira

sex, 05/07/13
por Geneton Moraes Neto
categoria Entrevistas
DOSSIÊ GERAL (o blog das confissões) / G1

Fazia trinta e seis anos que eu não via, pessoalmente, o Dr. GL : o Gás Lacrimogêneo. Aconteceu hoje, no Rio de Janeiro.

Boa noite, Dr. GL. Prazer. Sou aquele estudante que conheceu o senhor no Recife, faz tempo. O senhor não se lembra, claro. Mas como eu iria esquecer ?

(a primeira vez, como eu ia dizendo antes de ser interrompido pelos cumprimentos de praxe, aconteceu no Recife, nos idos de 1977. Eu tinha meus vinte, vinte e um anos. Estudava Jornalismo na Universidade Católica. Uma manifestação que contaria com a presença de três senadores da oposição ao regime militar – Marcos Freire, Paulo Brossard e Teotônio Vilela – tinha sido proibida. O governo impediu os senadores de falar. A manifestação estava vetada . Não poderia ser feita nem na rua nem em recinto fechado. Ainda assim, os senadores compareceram à frustrada manifestação. Tiveram de ir embora – de táxi – sob aplausos e gritos de apoio de quem tinha ido ali para ouví-los. Eu me lembro de ter visto o triunvirato de senadores entrando no carro – na rua do Hospício, no centro do Recife. Ah, o nome daquela rua: Hospício! O boato corria solto: a cavalaria viria dispersar os manifestantes. Dito e feito. Assim que os senadores saíram, os cavalos chegaram. Tumulto. Correria. Gás lacrimogêneo. Prisões. Givaldo – por coincidência, o dono de uma livraria especializada em livros “subversivos” – foi arrastado pelos cabelos até o carro da polícia. Ali, o Dr. GL batizou minhas retinas juvenis).

Hoje, estava conversando sobre política, Macalé, Sérgio Sampaio e Copa de 50 (!!) numa calçada do Leblon com um amigo que encontrei por acaso – Mauricio Valladares – sim, aquele que faz o antenadíssimo programa Ronca Ronca nas ondas dos rádios e internets do planeta. Ali, éramos – também – testemunhas do protesto que se armava nas proximidades da casa do governador. De repente, o velho filme rodou de novo, sob outras circunstâncias e em outros tempos: tumulto. Correria. Gás. Lá vem o Dr.GL ! Crianças, correi!

A bem da verdade, não deu para ver como tudo começou. Mas uma chuva de bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo foi lançada sobre os manifestantes. A polícia avançou. Quem estava ali correu. Quando estava na avenida Delfim Moreira, olhei para trás: não fosse pela truculência, a cena era até bonita. A polícia tinha apagado as luzes da avenida. O rastro deixado pelas bombas produzia garranchos brancos no ar, perto da praia escura. Se fosse Reveillon, ia ter gente aplaudindo. Não era Reveillon. Teve gente correndo.

O som das explosões deve ter acordado quem paga o IPTU mais caro do Cone Sul da América. O tempo fecha: lá vem a Tropa de Choque. Um helicóptero flutua lá em cima, às escuras, estranhamente estacionado no céu. Parece não se mover. Não emite qualquer sinal luminoso. Só o barulho do motor. Pego o telefone. Aviso à redação da Globonews que o protesto acaba de se transformar numa bela confusão. “Por sorte”, meu combalido celular consegue captar, ao vivo, nos últimos minutos do Jornal das Dez, o som das explosões.

Em meio ao tumulto, recolho no chão uma bomba, já disparada. Marca: Condor. “Tecnologias não-letais”. “GL- 203/L.Carga múltipla lacrimogênea”.”Indústria brasileira”.”Atenção: oferece perigo se utilizado após o prazo de validade”. Tento decifrar a data de validade. Não consigo enxergá-la. Os números estão gastos. O desenho de uma bandeira brasileira completa o envólucro da bomba. A pequena bandeira é azul, como todas as outras inscrições. Parece uma daquelas ironias involuntárias: tudo azul com o Dr.GL. Guardo a “relíquia” comigo. Meu filho Daniel também recolhe no asfalto uma lembrança do Dr. GL, por pura curiosidade.

Impressão desta testemunha acidental : a reação da polícia parece ter sido desproporcional a qualquer eventual provocação que tenha acontecido. Nem eram tantos os manifestantes. Resultado : por alguns minutos, a avenida Delfim Moreira parecia o que, por esses dias, se chama de “praça de guerra”.

Dr. GL, o senhor não precisava ter saído da caverna esta noite. Estava tudo azul, até que o senhor resolveu entrar em cena. E aí a Delfim Moreira virou rua do Hospício.

Ah, Dr. GL….Quando é que o senhor vai tomar jeito ?

geneton1.jul2013

a primeira visita de geneton ao jumboteKo (imperdível)…

geneton

charles porto (leNda de maceió) fez a gentileza de colocar na roda o áudio do roNca roNca, em 15março2011, em que recebemos a visita de geneton… na semana seguinte, ele repetiu a dose. segue a primeira…

 

Assunto: GeNetoN. :( 
“Mauval,
ainda estarrecido com  a noticia da subida do admirável Geneton Moraes Neto, tomei a liberdade de subir o programa em que você o recebeu.”
Mauricio Valladares recebe a visita do ilustre jornalista Geneton Moraes Neto O programa foi ao ar no dia 15 de março de 2011.

inform_ação!

ainda não foi dessa vez… mas chegamos perto de fazer um programa regado, apenas, por palavras…

sem música!

( :

detalhe:

até o programa de ontem, eu nunca havia trocado UM minuto de prosa com geneton.

ok, mentira… certa vez, século passado, num vôo internacional, papeamos por uns cinco minutos, lá atrás do bião, manja?

volta e meia cruzo com ele na mesma pastelaria… sempre em silêncio.

matutando sobre um convidado pro jumboteKo, entrei em contato com a chapilda liliane yusim (a lenda) para assuntar a possibilidade do geneton aceitar o convite… ou não! afinal, são colegas.

lili fez a ponte: “adorou a idéia, liga pra ele”!

feita a ligação, combinamos de nos encontrar para afinar a “pauta”.

e não conseguimos cruzar os bigodes.

resultado, nos apresentamos meia hora antes do jumboteKo decolar!

ha ha ha… a sangue frio. na marra! D+!

geneton é uma fonte inesgotável de informação… tanto que corre o risco de voltar terça feira próxima!

muitas músicas tocadas, ontem, ficaram, apenas, de fundo… e como tudo foi azeitado, LIVE, a bula do roNca está bem desorientada, como sempre!

segue…

mulatu astatke – “yègellé tezeta” (ao vivo)

macca+sting+elton – “hey jude” (ao vivo)

lee perry – “lucky tarzan”

caetano veloso – “if you hold a stone”

gilberto gil – “can’t find my way home” (ao vivo)

jamie xx & gil scott heron – “i’m new here”

gal costa – “negro amor”

mogwai – “white noise”

the pogues – “a pair of brown eyes” (ao vivo / 12″)

lord newborn & the magic skulls – “astro blue”

mariano marovatto – “volta por cima”

+

Subject: Ontem
“Oi, Mauricio!
A edição de ontem foi histórica!
Espero que o Geneton possa voltar na próxima terça.
Assunto não falta…  por exemplo, a entrevista que ele fez com Geraldo Vandré para o Dossiê Globo News.
Num país que não tem a mínima preocupação em preservar sua memória cultural, o trabalho de pessoas como Geneton é importantíssimo.
Parabéns pelos cinco anos e vida longa ao programa da gente!
Beijos”
Claudia
+
Subject: Pelo fim da mediocridade
“Salve Mauricio!!!
Programa ontem bombou, como a gente custuma a dizer era papo pra mais de meia dúzia bem gelada!!!
Foi uma vacina contra a mediocridade que nos espreita por ai.

Vacinação já!

Grande abs.”

Marcos Vilella

+

Subject: ontem
“Iaí MauVal,

sensacional a edição do programa ontem! Estou sem computador em casa e vim desorientadinho (ainda) hoje pro serviço no intento de mandar um email para poder também deixar registrado meu apelo de mais uma semana com Geneton. Quando tocou If You Hold a Stone me descabelei total…Lindíssimo! Histórica a edição do Ronca ontem. E um viva aos que fundiram as cucas e continuam até hoje desorientando, os sempre acima da mediocridade; viva os bárbaros!!”

Alexandre Silva.

+
Subject: geneton e o Cara
“briliante,genial  historico  foi ter Geneton Morais Neto no ronca
ronca, porque você não convida  mais pessoas fora do meio musical
tipo, Zuenir Ventura,Toni Tornado,Toni Bizarro (um dos lideres junto
com toni tornado da música Soul Brasileira)Braulio Montovani,José
Padilha  e por vai, qual e  a relação deles com a música. você tocou
uma gravação do Gil com Mike Ronson um dos escudeiros de Bowie,
corrige-me se eu tiver errado mais Carlos Alomar não foi colaborador
fiel nos inicios dos anos 80 ou não, e porque não fazer um ronca ronca
só com discos de artistas brasileiros que nunca foram lançados aqui no
Brasil tipo do Gilberto Gil que gravou um disco nos USA nos inicos de
80 junto com o pessoal do Earth Wind Fire e nunca foi lançado aqui.
Luiz Paulo
+
Subject: Re: convidado de hoje…

Estou aqui ouvindo e me deliciando com o programa de ontem.
Parabéns Mauricio, muito bom como sempre seu trabalho.
Tá merecendo mais que uma caixa de Kit Kat heheheheh
Bj”

Anlene (Madri)

+

Subject: Carnaval com Ronca Ronca

“Boa noite Mauval,

Nesse carnaval aproveitei bem!

Fugi da loucura do rio e fui pro carnaval magico de Paraty.
Ate no carnaval fiquei ligado no ronca ronca.
Só sai da barraca depois de ouvir + um ronca ronca que realmente marcou minha festa, com musicas que cairam como uma luva.
Muito Obrigado,
Thiago Machado sempre ligado”
( :

logo mais…

conseguiu desvendar o mistério de quem estará no jumboteKo, hoje?

não?

well, well, well… prestenção em algumas das pepitas que iluminarão a pista de decolagem…

ok?

elas estarão lado a lado com outras gemas sonoras levadas por nosso convidado de hoje:

o jornalista geneton moraes neto, the Legend…

pode preparar a fita K7!

geneton está finalizando documentário sobre o exílio de gil & caê em london.

além deste, não faltará assunto – george martin, 5 anos como correspondente internacional, tsunami, brasil, brazil, futebol, recife, jornalismo, novo jornalismo, velho jornalismo, TV, rádio… & o diabo aquático!

às 22h, LIVE, ok?

( :