kamasi washington

kamasi, ontem (2)…

kamasi1

foi do jeitinho comentado no roNca quando anunciaram o show: IMPERDÍVEL, raridade. estava todo mundo lá (menos shogun), foi a noite para ver e ser visto. aTRIPA forte, kamal kassin, raphael (baixista do boogarins), penetras, bicões, hipsters, fissurados em música, onças selvagens, groupies de kamasi, traficantes de vinil se estapeando pelo Lp triplo “the epic” a precito de um disco. vendeu mais que banana em fim de feira.

kamasi começou na maciota, marotamente, meio chic corea demais, muito piano, manja? mas lá pelos lados de meia hora de show (teve 2 horas e pouco), o sururu começou a encorpar e a platéia – que já estava entregue – passou para o modo hipnose total… crazy.

ele & banda (10 no total) poderiam ficar ali no palco até umas nove da manhã de hoje, tranquilões, jamming, contando causos… e o municipal abarrotadão… a vibe de descontração / felicidade escorria pra platéia lindamente.

kamasi2

no que ele se despediu – depois do bis – o caboclinho que estava sentado ao meu lado – e que balançou o esqueleto freneticamente durante duas horas seguidas – mandou na minha lata:

– quero te agradecer pelo toque que você deu no programa. nunca tinha ouvido falar do kamasi e vim nesse show histórico, exclusivamente, por causa do roNca

PQParille, o blublu chegou a gotejar mas segurei a onda. tenho chorado muito e não dá pra ficar sempre uma manteiga derretida em público, né?

alexandre estava acompanhado pelo benjamim (que chegará em junho para os braços da tripinha) e pela mamãe dele. claro, xeretinha fez questão de registrar o trio com a cortina do theatro ao fundo…

alexandre+baby

UAU… dessas noites para sempre, manja?

cheers

ah, e depois de tudo, kamasi ainda ficou com a rapeize autografando discos & etc… blackhill chegou junto mas eu corri pra pegar o metrô:

kamasi.pedro