luiz camillo osorio

margiNal…

camillo-tico

(camillo, londres87)

camillo é queridísimo amigo de longa data. nos conhecemos sob o teto do town & country, londres/1985. aliás, esse detalhe de como cruzamos os bigodes faz parte do inoxidável texto que ele criou para o livro “preto e branco”.

camillo-pb

o mundo girou e camillo mergulhou na parte mais funda das expressões artísticas. segurou na marra, por anos, a curadoria do MAM e é mestre da PUC-RJ… entre muitas outras estrelinhas.

pois bem, a constelação está recebendo mais uma presença…

camillo-livro

prestenção nas letrinhas que ele enviou especialmente para nós:

– Olhar à Margem é uma coletânea de ensaios sobre arte brasileira, misturando uma discussão mais histórica/teórica sobre a singularidade da cultura brasileira, com textos monográficos sobre artistas – uma espécie de genealogia pessoal da arte contemporânea brasileira, do Flavio de Carvalho até a Laura Lima, passando por Oiticica, Lygia Clark, Lygia Pape, Tunga e mais uma dezena deles. Por fim, há uma série de conversas que fiz com artistas e críticos. O olhar à margem é também um olhar a margem (arte brasileira) que está sempre reinventando-se como centro, em um mundo onde tudo é margem…