marlene

marlene…

Assunto: marleNe no tico + roNca 79
“Oi Maurício, tudo legal?

Importante você ter aberto um espaço entre a reverberação da festa (#invejinha) e a euforia com o torneio do Blatter pra falar da Marlene. Os vídeos retratam uma artista que vem de outros tempos, mais exigentes, onde ou você sabia cantar ou em tempo algum passaria perto de um microfone.
O engraçado é que no último roNca, você tocou “Na Cadência do Samba” e me veio automaticamente à cabeça a versão dela pra “Apito no Samba”, do mesmo Luis Bandeira; e de como uma já veterana colocava no bolso, cantoras com um terço da sua idade, apenas por cantar com afinco e força incomuns.
Achei bastante significativo o Erlon Chaves e o Quincy Jones num mesmo programa. Não faço ideia do que seja um “dó” e nem entendo de música mas sempre achei o Quincy uma influência predominante no som do Erlon. Claro que não é só isso, mas o gene tá lá. Ao menos assim considero.

Uma outra coincidência entre “ásperas” foi o Tamba.
Quando li sobre a morte do Hélcio Milito, me veio a coincidência infeliz de que numa copa (98? momento batatada?) o som dele – por causa da propaganda – abriu a cabeça de muita gente, inclusive a minha. E na outra, ele estava se despedindo do planeta Terra!
Enfim, coincidências…”

Beijo, abraço, aperto de mão
W.

(OliNda)