operário ferroviário

o fantasma da vila…

operario

Assunto: operário ferroviário, centenário e campeão!!
“pô, mauvall,
estou emocionado .
muito obrigado pelas palavras, pela deferência, pelo reverbe, pelo carinho e pelo reconhecimento desta importantíssima conquista do fantasma da vila.
a história do operário ferroviário é linda. uma história de dificuldades, de altos e baixos, várias vezes beijando a lona, que culmina com esta conquista maravilhosa.
não há um filme ainda, mas há um livro, feito por um apaixonado jornalista ponta-grossense, josé cação ribeiro, chamado “futebol ponta-grossense, recortes da história”. este volume fala sobre o operário ferroviário e outros grandes clubes que existiram na cidade (que chegou a ter um campeonato municipal, disputadíssimo, entre algumas décadas do século 20).
também quero agradecer particularmente pelo seguinte: seu pronunciamento teve o sabor da vingança radiofônica, para mim. explicando: o prefeito de ponta grossa é um boçal. ele e o irmão (que é deputado federal!!!) são donos de uma rádio fm de quinta categoria, que JAMAIS apoiou o clube, e neste ano, transmitiu parte do campeonato em conjunto com a equipe de uma rádio am da city, depois que a coisa começou a pegar fogo. o cara é um canalha sem tamanhos, e SEMPRE tirou sarro do fantasma e da torcida, mas no dia do título, teve a cara de pau de ir tirar uma casquinha junto com os jogadores campeões.
um tremendo e espetacular babaca.
então, você dar o destaque ao operário ferroviário no ronquinha é uma espécie de barricada inteligente e sincera contra o mal. uma redenção em todos os sentidos.
obrigado, mesmo, maurício!
pra encerrar: eu ouvi falar, e isso não é boato, que sopraram lá na diretoria do fantasma um jogo de troca de faixas justamente com o vascão. seria fantástico se isso ocorresse.
um abração, aqui do alto da mooca.”
andré