os paralamas do sucesso

venicio, david & kaito embrasaNdo a pista…

Assunto: O manto do Herbert

Salve Mauricio!

Olha o Herbert Vianna, nos idos de 1990, lançando Big Bang e envergando o manto sagrado do Ronca Tripa…

Saudações de seu ouvinte”

Venicio

+

Assunto: Kaito mandou um salve!

“Fala Mauricio

Trouxe o manto para visitar a Tower Records em Tóquio. Dos 4 andares da loja, um é dedicado somente aos discos de vinil: Tower Vinyl.

Kaito, o mano ao meu lado na foto, me acompanhou por quase todas as 4 horas que fiquei na loja (e não consegui ver tudo). A cada 10 minutos ele perguntava com um sorriso maroto: “happy day?”

Arigato gozaimasu, Kaito!”

David

severino em vinil (ou LKJ no brasa)…

linton de volta ao brasa… não ao vivo como nessa fotoca de QUATRO anos atrás, no rio de janeura… também não em disco Dele mas, simplesmente, na participação MEGA inoxidável na canção “navegar impreciso” (com tom zé) no álbum “severino” dos paralamas que completa 25 anos de lançamento em 2019… JISUS!

acabei de ligar pra maternidade e a criança está indo pro forninho (pelamordedeus, não confunda as coisas)… com nascimento previsto para… breve. YEAH

“severino” apresentou – em 1994 – um som muito fora da expectativa… com forte sotaque brazuka experimental “cabeleira altíssima” sob produção de phil mazanera (ex-guitarrista do roxy music) + participações de brian may, fito paez + LKJ e tom zé numa época onde os dois gozavam do mais completo anonimato (acredite!) + capa estonteante com a arte de bispo do rosário & gringo cardia!

todas essas rotas rumo ao desconhecido só poderiam resultar no disco de menor vendagem da banda… sinistróide. hahahaha… mas “severino” é o típico exemplo de como certos discos conseguem ultrapassar furacões e maremotos para chegar ao cais da modernidade com pouquíssimos arranhões no casco… fueda!

na época do lançamento, 1994, o cd dominava geral e foi feita uma prensagem muito pequena em vinil que, diante da pouca venda, por ali ficou.

duas décadas e 1/2 depois, “severino” reaparecerá – gloriosamente – com tudo que temos direito… D+D+D+D+D+D+D+D+

( :

o presideNte…

a peça rara acima é o túlio brasil – que está embarcando para trabalhar na sony de NYC e que no futuro (uns seis anos) será o presidente da sony brasil (é da família?) – momentos antes de começar a noite de lançamento do livro “os paralamas do sucesso” com texto de arthur dapieve e 25 anos de registros da xeretinha com bigorrilho, JB, e herbert, em 13junho2007…

contei, ontem, no #328, como se processou esse encontro com túlio… e aTRIPA localizou o relato (agora sim, com as datas certas) que coloquei no tico tico, há quase doze anos…

15/junho/2007 – “tulios”
esse aqui é o tulio…

o caboclo tem 15 anos e foi o primeiro a chegar na livraria da
travessa, anteontem, quarta feira.
nosso encontro foi maomé assim:

– “você é o mauricio valladares?”
– “sim. como é o seu nome?”
– ”tulio. é… é… pô, eu queria dizer que você salvou a minha vida
assim que comecei a ouvir o roNca”
– “hein?”
– “é que eu só ouvia um tipo de música, o metal. eu não sabia que
existiam outros sons para ouvir”
– “rapaz, você quer eu chore aqui agora ou posso deixar pra depois? é
muita emoção”
– “mauricio, eu virei outra pessoa”
– (meu zoinho fez blublu)
– “você já ouviu o novo do white sripes?”
– “peraí, tulio. calma… vamos com calma pelo amor de deus. é muita
informação, rapaz”
– “é… é, cara, o roNca salvou minha vida… dá um autógrafo aqui no
meu caderno da escola”
– “êita… vem cá, você já participou do programa por email, carta, telefone?”
– “nunca. pô, eu acho que não tenho conversa pra você. que não terei assunto”
– “ô ô ô, você tá drogado? fumou orégano? a gente não tá batendo papo
aqui há um tempão?”
– “é, mas sempre penso que na hora a coisa não vai rolar”
– “tulio, manda essa inibição pelo ralo e começa a se manifestar. você
tem uma penca de coisas legais a dizer”
– “é?”
– “claro que é… e ah, ainda não ouvi o novo do white sripes”

ele comprou o livro e me apresentou a mãe. gente fina que ficou a uns
metros da gente só sacando o papo, sempre rindo de felicidade.
essas experiências me rasgam ao meio!
fico devastado. um mix de felicidade absoluta, sensação de dever
cumprido com tristeza, impotência, desânimo!
quantos tulios existem por aí?
hein?
caramba, como é fácil “salvar” almas, tímpanos… e até vidas!!!
UFA!!!
as pessoas começaram a chegar para o lançamento e nos despedimos.
tulio, que veio de vaz lobo para o leblon, ficou por ali à base de
coca cola preparando o bote para ter seu violão autografado pela
banda.
antes de me juntar aos paralamas tive de passar pelo banheiro (?!)
para respirar um pouco e fundo… e só!
muitos e muitos ouvintes passaram pela travessa – claudia, marcelo,
gabriela, ana, gilmar, fábio, ricardo, joão paulo, eugenio, silmara…
+ dezenas de amigos, família, desconhecidos, tantos que estavam
together pelo pensamento, gente que há anos navega no barco
paralâmico.

QUE NOITE!!!