ron carter

®esistro mandou pra gente…

( :

segura as infos deste mega clássico composto por bobby:

Sunny” is the name of a song written by Bobby Hebb. It is one of the most covered popular songs, with hundreds of versions released. BMI rates “Sunny” number 25 in its “Top 100 songs of the century.”

Hebb wrote the song after November 22, 1963, the day U.S. President John F. Kennedy was assassinated and Hebb’s older brother Harold was stabbed to death outside a Nashville nightclub. Hebb was devastated by both events and many critics say that those events inspired the tune. According to Hebb, he wrote the song as an expression of a preference for a “sunny”disposition over a “lousy” disposition.[1] Events influenced Hebb’s songwriting, but his melody, crossing over into R&B (#3 onU.S. R&B chart) Country and Pop (#2 on U.S. Pop chart), together with the optimistic lyrics, came from the artist’s desire to express that one should always “look at the bright side” – a direct quote from the author. Hebb has said about “Sunny”:

“All my intentions were just to think of happier times – basically looking for a brighter day – because times were at a low tide. After I wrote it, I thought “Sunny” just might be a different approach to what Johnny Bragg was talking about in ‘Just Walkin’ in the Rain.'”

“Sunny” was originally part of an 18-song demo recorded by producer Jerry Ross, also famous for Spanky and Our Gang,Keith‘s “98.6” and Jay and the Techniques (Hebb was the first artist to cover “Apples, Peaches, Pumpkin Pie”, but didn’t want to be considered a novelty act and let the song go to Jay Proctor). “Sunny” was first recorded in Japan by Mieko “Miko” Hirota– the “Connie Francis of Japan”, where it was said[by whom?] to have done well on the charts. In America it was released by marimbaphonist Dave Pike on Atlantic Records in 1966 on the Jazz for the Jet Set album, well before Philips released Hebb’s 45 version produced by Ross and arranged by Joe Renzetti. This information was made public – as well as sounds from the first two versions of “Sunny” – on the BBC’s Songlines program in early 2006.

“Sunny” was recorded at Bell Sound Studios in New York City and released as a single in 1966. It met an immediate success, which resulted in Hebb touring in 1966 with The Beatles.

number1…

escrever sobre ron carter é detalhar o óbvio a respeito do principal baixista no planeta:

maestria, classe, simpatia, virtuosismo, precisão, simplicidade… Gênio!

a banda segue a vibe “exigida” por Ele… fazendo da apresentação um show de talento, alegria, companheirismo…

e improviso com “precisão cirúrgica”!

tão arrebatador quanto foi conhecer o novo imperator / espaço cultural joão nogueira!

muito muito muito bacana… som, visibilidade, entra & sai… D+!

tomara que o local vá adiante, principalmente, como alternativa para a tchurma da ZN!

amém!

claro, aTRIPA marcou território:

( :

meu deus!

no que deixei o pé-sujo, pós cafezinho… trombei com um caboclo, violentamente!

no que olhei para me desculpar… mamãe, acredite se quiser… era RON CARTER!

eu juro pelo estádio de são januário… sério!

se for mentira, que são jujuba desabe… AGORA!

são 17h!

enfim, tomei um susto da porra… e, claro, batemos um papinho… contei a História da minha mão com ele (lembra que preferi deixá-la na moita, ali embaixo, né?)!!! Ele quase se urinou de tanto rir… e terminou o encontro com um empolgado:

– “see you on wednesday”

fiquei desconectadão da realidade, sofri por não estar com a xeretinha…PQParille!

em seguida – em seguida mermo -chegaram trocentas mensagens no celula… o aparelhinho tremia mais que eu!

no que conferi, toda a torcida do vasco informava: “morre celso blues boy”!

PQParille… como assim, bial?

que porra é essa, caralho!

eu não aguento passar do quente pro frio assim, sem intervalo… da alegria absoluta para a tristeza profunda!

só me restou sentar no meio fio… e chorar todas as sensções/emoções/lembranças que passaram pela minha caixola em tão poucos minutos!!!

enquanto o anotador do ponto do bicho fazia paredinha para ocultar meu “estado”, senti uma mão no ombro:

– “porra, risadinha… você me descobriu aqui?”

– “maurição, quando eu soube do celsão tratei de te catar”

– “buáááááááá…”

– “putz, que merda, maurição”

– “porra, risada… acabei de encontrar o ron carter, estava felizão… e agora, chega a notícia da subida do celso”

– “pô, vamos lá pra casa ouvir os dois a noite inteira, blues boy e ron carter… bora?”

– “tá bom… me encontra lá na maloca que vou pegar uns discos deles”

– “mas traz a xereta… quero uma foto com ron”

muito triste a subida de celso blues boy!

) :

tive o prazer de fotografar seu Lp de estréia… e de acompanhar a tabelinha feita com a flu fm!

estivemos juntos, exatamente, em agosto do ano passado… na festa pelo niver de nossa outra paixão…

onde fiz estas fotos!

celso morava, há muitos anos, em joinville (SC)… mas volta e meia estava no rio de janeiro.

tocou no circo voador mês passado… e voltaria à lapa na comemoração pelos 30 anos do circo.

enfim, triste… muito triste… só nos resta lembrar dele, assim…

“aumenta que isso aí é rock’n’roll”

R.I.P

R.C

tá sabendo que a fera aqui de cima faz show, quarta feira (dia 8), no rio de janeura?

sim, mais uma visita do mais cascudo baixista on earth… RON CARTER!

de miles a jobim… de scott heron (“pieces of a man” é com Ele) a eric dolphy… de roberta flack a hermeto… de hancock a airto moreira… + muitos & muitos outros!

a chapa esquenta no imperator (centro cultural joão nogueira), às 21h… com preços convidativos… corre!

imperdível!

mamãe, que Lenda!

por falar em mamãe… hahaha, deixa pra lá!

enfim, ron carter é um gênio!

por mais que, infelizmente, esta palavra não tenha o valor de um cuspe no chão… mas Ele é!

( :