walter firmo

imperatriz!

vai encarar?

de cara, você chega à estação leopoldina esbarrando com madame satã!

gigante!

certamente, é o nome mais descaralhado já cunhado no brasa – MADAME SATÃ!!!

fico arrupiado ao cruzar os zôio com Ele.

walter firmo, autor da masterpiece, estava no festival e disse que o clique foi feito em 1976…

e, com um abraço carinhoso, concordou com a minha proposta:

“ok, maurição, tá fechado, você me arruma a camisa do nosso vascão e eu te dou uma cópia do satã”

UAU!

( :

a estação está desativada e, praticamente, não é utilizada por paul newman!

dizem que será a base do trem bala… num futuro cheio de balas.

o que fará o charme do local ser trocado pela modernosa/gélida concepção de “arquitetura” do aço, vidro espelhado & o diabo aquático. 

anyway, cuzei com wayand, todo soltinho, ao som descacetado de seun kuti!

como a criança é  pura surpresinha, já foi logo anunciando:

“tenho duas surpresas pra você, afinal, a gente não se vê há um tempão. a primeira é o cd de lee perry produzido por seu amigo adrian sherwood… e a segunda, dona encrenca está ligeiramente grávida”

lascou, clique…

( :

e o mais interessante é que os pombinhos se conheceram na festa [goma] que fiz no OO (gávea) por mais de três anos!

yeah!

+

é isso aí, brasil il il il il il…

“O juiz militar e capitão da PM Lauro Moura Catarino foi preso enquanto furtava cabos de telefonia da Oi, na Praia de Botafogo, no Rio, na madrugada da última sexta-feira (27). O capitão era responsável por julgar os PMs acusados de receberpropina para liberar o atropelador do músico Rafael Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães. Poucas horas antes da prisão, ele havia participado na quinta-feira (26) da audiência da Auditoria Militar em que os PMs acusados foram ouvidos.”