Arquivo da categoria: fazendo história

jesus morreu (ou jesus vive)…

temos aqui em nossas fronteiras pedro “blackhill” como o maior frequentador de shows… de qualquer tipo de música (boa). procede?

oxente, PB costuma comparecer a cinco shows no mesmo dia. ainda mais em londres onde reside (pré mocorongo, claro)… i repeat: 5 shows no mesmo espaço de 24 horas… acontece que PB é do tipo imóvel, ele cola no palco e só pisca… style casca!

um outro protagonista nessa relação palco-platéia é aquele que não sossega um segundo, dança do início ao fim, loucamente… tipo: marcelão e magriça.

agora, faz um mix desses dois estilos (o sempre presente + o frenético), multiplica por 1000 e você chegará ao olimpo com JESUS…

caso você tenha passado por londres nos últimos 40 anos e conferido algum show de música (boa), certamente, esbarrou nesse monumento… cidadão onipresente que sempre se destacou por uma total entrega à música… cantando, pandeirando, falando com todo mundo, dominando a cena… a performance máxima acontecia, sobretudo, em shows realizados ao ar livre (como o da imagem acima) onde, invariavelmente, ele se sentia soltinho, à vontade e…

tranquilão, alto astral, “neguinho não tarra nem aí”, pura fissura sônica!

jesus, como era conhecido, circulou pelas mais cascudas situações musicais-culturais do UK. inspirou gerações e gerações a ponto de iluminar a capa do terceiro disco do chemical brothers com essa entrega cabeleira altíssima à direita…

The cover image was a treatment of a photograph called Jesus Amongst the Fans taken by Richard Young at The Great British Music Festival at the Kensington Olympia in 1976. The Jesus in question was a music fan called William Jellett who had adopted the divine moniker and was often seen dancing ecstatically at concerts across the UK from the 1960s to the 1990s, his miracles were to give dried fruit and nuts to strangers

jesus aparece lado a lado com john lennon numa passeata em londres nos anos 70 (a cena está num doc) e, durante décadas, reuniu toneladas de admiradores por sua missão peace, love & music… que respingava forte no speakers corner, onde ele subia no caixote e deitava a falation sobre… música!

no início do mês passado, aos 72, jesus partiu pra encontrar hendrix e cartola…

os fissurados em sons como marcelão, pedro “blackhill”, magriça e TODOS nós perdemos o maior de todos… em todos os tempos… THE ONE!

JESUS vive!

as fotos dele peladinho foram captadas pela xeretinha no crystal palace garden party de 1975… e essa aqui em cima foi no campo do queens park rangers no show do yes

pra fechar. olha a criança, aos 6:30, num show do traffic (que ainda teve hendrix e pink floyd no mesmo palco) em 1967…

AQUI, todas as infos possíveis sobre jesus

janeiro10, caramba, vale muito ouvir de novo…

roNca roNca que foi ao ar em 12janeiro2016…

o primeiro sem Ele, quer dizer… (ou o #162, no ar, NOW)…

alguém (desconfio de certo alienígena lá em cima) entrou numa de armar a presença de um garoto (16 anos) apara acompanhar (com headphone) toda a edição MEGA especial do #162… quando cheguei ao estúdio, lá estava o querido josé, filhote do querido sérgio mekler. assim, sem mais nem menos, como se tivesse descido de uma nave espacial, tranquilão, o josé se instalou na cadeira, soltou o cinto de segurança, pouco falou, muito ouviu… e iluminou brutalmente o #162. josé corre atrás de blues dos anos 30, não perde os mais descabelados shows na audio rebel, toca guitarra na banda metatron e, principalmente, está completamente foreta dos padrões da garotada “vap-vap” (pra simplificar). nunca / jamais / em tempo algum tivemos uma visita tão afinada aos sons que escorreram pelas veias do roNca… PQParille, tinha que ter sido hoje. vem…

AQUI

david2

“lazarus” (blackstar-2016)

“running gun blues” (the man who sold the world-1970)

“see emily play” (pin ups-1973)

“absolute beginners” (12″-1986)

bowie.12

“fame” (stage-1978)

“little wonder” (earthling-1997)

“ashes to ashes” (BBC radio theatre 2000)

“china girl” (let’s dance-1983)

“warszawa” (low-1977)

“god only knows” (tonight-1984)

“bewlay brothers” (hunky dory-1971)

“baal’s hymn” (in bertold brecht’s baal-1982)

jose+db

“seven” (hours-1999)

“starman” (7″ / top of the pops version-1972)

bowie.pic

“look back in anger” (lodger-1979)

“let’s dance” (let’s dance-1983)

“five years” (BBC-2000)

“white light / white heat” (BBC-2000)

“alladin sane” (live-1974)

“all the young dudes” (live-1974)

“do anything you say” (single-1966)

“good morning girl” (single-1966)

“hang on to yourself” (ziggy stardust-1972)

“let’s spend the night together” (alladin sane-1973)

MAM.alladin

“golden years” (station to station-1976)

“changes” (hunky dory-1971)

“ziggy stardust” (demo / ziggy stardust-1972)

“blackstar” – (blackstar-2016)

db

free_radio

weapon_tico

20 anos, hoje (ou mamãe, que dia foi esse?)…

não pude comparecer ao estádio do verdão por conta de ter feito, aqui no rio, o som de uma mega festa corporativa de fim de ano, exatamente, no mesmo dia – 20dez2000… JISUS, dá tremedeira só de lembrar o que aconteceu na festchuinha quando o jogo acabou bem durante o auge da comemoration empresarial… hahahahahahahahaha!

mesmo sem ter estado presente, uma recordação TOP5 em meu HD da bola…

detalhe que é pouco citado: o possante junior baiano (zagueiro do vasco) foi expulso no meio do segundo tempo!

cheers