Arquivo da categoria: torcida

o #495 balançando a roseira d’aTRIPA…

Subject: #495
“Salve, Mauricio!

Rapaz… Edição histórica do Ronquinha. Papo sério. (Com o perdão do clichê).
Tudo é contexto, não é? Dia desses você comentou da diferença de ouvir uma música num Spotify ou no disco e ouvir no Ronca. E, claro, são experiências completamente diferentes. Talvez a música até fique um pouco diferente, hein?
Essa edição #495 foi isso.
Aliás, percebo o quanto meu ouvido foi educado pelo Ronca quando me deparo com edições como essa, em que eu conheço uma quantidade razoável de músicas executadas e todas elas soam diferentes. Foi assim com a Orquestra Tabajara.
Quando a gente se muda pra uma cidade, o que deve fazer? Ligar o rádio, claro. Fiz isso quando me mudei para São Paulo. Passava muito tempo ouvindo rádio para entender o lugar, as pessoas, o trânsito, o que está rolando, etc.
Ouvindo a Rádio Bandeirantes, um dia me deparei com “Rhapsody in Blue” com a Orquestra Tabajara. Pirei. Mas eu não sabia que era “Rhapsody in Blue” com a Orquestra Tabajara. Eu não fazia ideia do que era aquilo. Até que um dia, anos depois, ouvi de novo e descobri que era – ou pelo menos passou a ser – a abertura de um programa, o “Arquivo Musical”.
Aí ficou fácil de achar. Mas imagina a situação, inimaginável hoje, de querer ouvir uma música naquele momento e não ter como? E isso foi tipo “ontem”.
A Rapsody do Severino, desde então, é trilha da minha vida. Eu fico igual a um vendedor de enciclopédia ou testemunha de Jeová: “irmão, já ouviu a Tabajara tocando Rapsody in Blue?”.
Enfim, já falei demais! rs
Abração, saudações vascaínas e viva Severino Araújo, viva Pedro Sorongo!”
Tesi
+
Subject: Programa 1 de junho, no dia 2
“Salve!

que programa maneiro! um ronquinha quase totalmente made in Brazil (reggae não conta, né?). Além disso, como disse o amigo Fabiano Maciel, onde mais ouvir Sex Pistols e Radamés Gnattali numa só sequência? Ou acompanhar uma falation de responsa sobre “roupa de Instagram”, capa de disco da ECM, Adelson Alves e gravadoras que tem descaso com os seus acervos históricos? Nunca ficou tão latente o contraste entre a belezura da trilha sonora nacional e a m… que virou esse país (e por tabela, o mundo em geral). Ainda bem que vocês estão por aí, nas ondas da rede, como uma adorável ilhota de prazer, no meio de tanta desgraceira. Com certeza, nesse quarentinha, mais lágrimas de emoção irão rolar.
Abraços fraternos.”
Onaicram.
+
Subject: Matumbi
“Grande programa hein?!
Obrigado a todos envolvidos.. tonico lenda
Parte bem funda da piscina”
Diego
(pai de martin, o primeiro d’aTRIPINHA a nascer em dublin… e que é, desde os primeiros dias on earth usuário de guiNNess como o amiguinho lá em cima… cheers!!!)
+
+

eduardo chegando ao rio de jaNeura…

Subject: Rio | Bibi e caNeca
“Alô Mauval, Nandão (tá funcionando aí? hahaha)
Salve, salve!
Estarei pelo Rio de Janeiro entre os dias 17 a 19 de junho (por pouco não conseguirei ir no Vasco x Cruzeiro, que vai ser no dia 12 de junho).
Farei idas obrigatórias ao Bibi (Santa Clara e Miguel Lemos) e gostaria de saber se é possível eu colocar minhas garras em uma caNeca do roNca, se ela ainda tiver disponível.
Saindo de BH em direção ao Rio, a única vestimenta possível durante esses dias é o manto do roNca que já está separado.
Valeu pela companhia radiofônica de sempre.
Abraços,”
Eduardo, de Belo Horizonte/MG.
Obs: Aproveitando que Nandão está com presença garantida nos shows e festivais, tirando fotos instagramáveis (haha), vai acontecer no dia 17/06, sexta feira, Jorge Du Peixe e Siba, no Circo Voador. Pra mim, show imperdível. Vale o registro para colocar na agenda.

luiz e kamasi, ontem, em curitiba…

Assunto: Kamasi un Curitiba
“Salve gov. My gov.,
Ontem presenciei a redenção do saxofone. Mauval, o cara redimiu todo o tempo q penamos ouvindo Kenny G. Q show! Chovia cântaros, mas mesmo assim “até a pé nos iremos”.
Kamasi e seus blue caps não deixaram a peteca cair em nenhum momento. Minto, só em um. Pq terminou… e nem bis rolou. Enfim. Seguem duas xeretinhas do evento.
Ah… enquanto aguardava minha senhoura sair do ladies, uma moçoila veio elogiar a minha camiseta! Camiseta é o escambau…. meu manto! Ou seja … a tripinha está everywhere!!! Quiçá pode se tratar até de uma outra roncracuda q nem yo!
Cheers”
Luiz

joNas e o deserto…

Assunto: Achado no deserto
“Salve Mauricio!

Essa semana a camisa foi longe comigo! Deserto dos EAU. Perdido ou achado? Pqp
Dia 10/06 é meu aniversário e quero fazer um pedido: Secret agent – Tony Allen.
Abs,”
Jonas

evinha e a maratoNa…

Subject: Maratonando

“Olá Mau Val e Nandão, a lenda!

Eu vinha bem atrasada nos programas porque tava difícil superar as descobertas alucinantes desde o programa com Tulio Brasil e decidi aproveitar a chuva de sábado pra organizar a casa e maratonar o programa! Comecei cabeleira altíssima com o 482 e Marcelotas, passando por Luedji e The Velvet no 484, PP Arnold no 489, a sequência escabrosa do 490 com Mbogwana Star, Ike Turner e Orquestra Afro Brasileira, que me fez levantar da cadeira e comemorar mais uma vez meu aniversário e fechando tudo com chave de ouro, o pedido do Rodrigo, que faz niver no mesmo dia que eu, lançando Legião e a maravilhosa surpresa de ouvir João Barone! Puta que parola!!!

Ser roNcrakuda é difudê mesmo! 

Obrigada por seguirem fazendo o melhor programa!👏🏾👏🏾👏🏾

É nóis que tá!!!”

Bjo, Evinha! 😊

helinho mandou pra gente (ou a regra é clara)…

Regras do futebol de rua ou campinho nos anos 60/70 no Brás, em São Paulo.

(1) Os dois melhores jogadores não podem jogar no mesmo time.
Eles tiram par ou impar e escolhem os times.
(2) Ser escolhido por último é uma grande humilhação.
(3) Um time joga sem camisa.
(4) O pior de cada time vira goleiro, a não ser que tenha alguém que goste de “catar”.
(5) Se ninguém aceita ser goleiro, adota-se um rodízio; Cada um cata até sofrer um gol.
(6) Quando tem um pênalti, sai o goleiro ruim e entra um bom só pra tentar pegar a cobrança.
(7) Os piores de cada lado ficam na zaga.
(8) O dono da bola joga no mesmo time do melhor jogador.
(9) Não tem juiz.
(10) As faltas são marcadas no grito.
Se vc foi atingido, grite como se tivesse quebrado uma perna e conseguirás a falta.
(11) Se você está no lance e a bola sai pela lateral, grite “nossa”, e tente pegar a bola o mais rápido possível para fazer a cobrança. Esta regra também se aplica para escanteios.
(12) Lesões como: Destroncar o dedão do pé, ralar o joelho, sangrar o nariz e outras contusões leves serão consideradas normais. O jogo só para por fraturas ou desmaios.
(13) Quem chuta a bola pra longe tem que buscar.
(14) Lances polêmicos são resolvidos no grito, ou se for o caso, no tapa.
(15) A partida acaba quando todos estiverem muito cansados, quando anoitece, ou quando a mãe do dono da bola manda ele ir pra casa.
(16) Mesmo que esteja 27 x 0 para qualquer time, a partida acaba com “quem faz ganha”.