Arquivo da tag: genesis

on the road, de novo…

Subject: “Pa tocá nos 300”

“Fala MauVal…beleza?

Aqui mais uma vez o Caminhoneiro errante, Marcelo Dutra diretamente de São Luiz (MA).
Mano você me pediu ou permitiu ou ainda me seduziu com uma participação no programa comemorativo com duas músicas de minha escolha, ou uma das duas. Quero lhe adiantar que sou do tempo daquele rock dos anos 70, finalzinho dos 60. Agente tava sempre atrasado em matéria de disco. Eu literalmente cresci escutando Led Zeppelin, WHo, Hendrix, Purple, Pink Floyd e principalmente e muuito, Gênesis. Tenho um irmão cinco anos mais velho, que naquela época era um grande maconheiro e repetente. Sempre de castigo, estudava no quarto onde eu dormia o meu “soninho” da tarde escutando baixinho, pra mãe não escutar, nossa vitrolinha Philips. Bom…o cara era amarradão no Gênesis e tal música embalava meus sonhos vespertinos.
Alguns anos mais tarde, já então também um maconheiro, assisti ao show do Gênesis no Maracanãzinho,devidamente drogado e viajandão, já sem Peter Gabriel; mas com canhões lazer, muita cenografia e aquela música maravilhosa. Já nessa era, mas ainda no século passado pude ver Steve Hacket no Canecão.
Sei que muito crítico acha o Gênesis, dos progressivos, o mais chato. Fico muito puto com isso, mas fazer o que?!! Pior que ser chato é ser crítico. E se você sentir dificuldade em encaixar os caras no programa, não se faça de rogado. Fica tranquilo, mas vai faltar minha cara no grande “rosto de retalhos” do programa.
Bom, vamos ao que interessa.:
Músicas – Firth of Fifth (que prefiro) e/ou The Cinema Show as duas do LP Selling Engand by the pound.
Meu telefone é …
Maurição, agora sério. Vivo na estrada, dentro de uma Scania maneiríssima e, muito embora, nossa telefonia tenha melhorado muito, tem muita área sem cobertura nesse Brasilzão. Se não conseguir fazer contato a tempo, ou se realmente não der pra encaixar as músicas (são longas, dez…onze minutos) eu fico contente em estar mantendo esse contato contigo. Prezo muito teu trabalho, que é bem feito porque você faz o que gosta. Descobri isso um pouco tarde. Poderia estar rico se não tivesse escutado meus pais e feito faculdade. Mas na verdade me sinto um felizardo acordando, respirando e ganhando grana “no Trecho”.
Abração mano
Tamo junto!!!”
Marcelo