desbravando os sete mares (ou rios)…

mariano, nosso almirante, tranquilão, observando (boquiaberto e incrédulo) o quarto pepino plantado pela esquadra (?!) boliviana na horta do vasquinho… durante o chuvaréu de quarta feira passada, na lapa… e a gelada como companheira, AFE!

que monumento… LENDA!

tem como a nova administração do CRVG fazer essa estátua em são jujuba?

inoxidável registro fotográfico de felipe redó… para mais informações sobre essa passagem bíblica, basta clicar AQUI!

a bula do #272…

shame – “one rizla” (ao vivo)

sly & the family stone – “brave & strong”

mundo livre s/a – “meu esquema”

sly & the family stone – “spaced cowboy”

nina miranda – “the surfer”

les triaboliques – “rivermudtwilight” (7″)

tinariwen – “matadjem yinmixan”

roni goltara – “treme”

the beatles – “a day in the life” (take1 with hummed last chord)

the rolling stones – “wild horses”

shirley collins – “washed ashore”

captain beefheart – “moonlight on vermont”

john peel – “the fall”

osvaldo rodriguez – “calle san nicolás”

buena vista social club – “chan chan”

crosby, stills, nash & young – “ohio” (ao vivo)

shame – “gold hole”

pink floyd – “interstellar overdrive” (12″)

ouça AQUI o programa

ricardão, a Fotografia & o mengão…

PQParille, que noite é essa?

caramba, acabei de saber que ganhei um dos presentes mais sonhados por mim… até já falei dela aqui no tico, anos atrás… e cheguei a dizer que daria um dos meus dedinhos (ou dois) para que ela tivesse sido clicada por mim… UAU!

enfim, o autor – e chapa querido – ricardo azoury já colocou na mão de um intermediário esta preciosidade que, em poucos dias, estará pendurada lado a lado com mario barata, alair gomes, romulo fritscher, milton montenegro…

MEEEEEEEEENGO

( :

/ + /

the carpet crawlers…

phil collins apoiando peter gabriel no vocal da inoxidável “the carpet crawlers”, no lançamento do disco “the lamb lies down on broadway”, em londres1975.

minha coceira de cruzar com ele (hoje) chegou a nível zereta no que conferi o repertório que será apresentado no brasa… uma pena phil ter optado pelo lado mais “mela cueca” de sua História… ok, compreensível, mas lamento!

sou MEGA admirador dele como instrumentista, produtor de john martyn, compositor e, acima de tudo, por ter me proporcionado alguns dos momentos mais cabriocáricos de minha vidinha, no século retrasado… como o da fotoca acima e, também, na mesmíssima vibe destes aqui no lançamento do álbum “selling england by the pound”