renato mandou pra gente (ou o #328 reverberando)…

Subject: #328

“Fala Mauval (posso abusar da intimidade?), a história do Túlio Brasil é apenas uma entre milhões que com certeza existem no universo Ronca Ronca.

Eu mesmo há alguns (muitos) anos atrás mandei para você um e-mail contando sobre a enorme influência que o programa Radiolla, na época na Globo FM, exerceu sobre o que eu considerava como MÚSICA.
Numa época onde as rádios e os programas eram feitos sem o menor comprometimento, ouvir o Radiolla era como um oásis no deserto. Era ouvir o programa e juntar os trocados para comprar um disco bom. Ouvir o programa para ter uma referência do que era legal ou não.
Maurição (desculpa pela intimidade de novo) você é o responsável pela alfabetização de muitos e muitos ouvintes que tiveram o prazer de compartilhar o muito que você entende de música e de músicos.
Abraços e obrigado.
Cumprimente também o Nandão por ele fazer parte da história do programa.
Abraços”
Renato

o presideNte…

a peça rara acima é o túlio brasil – que está embarcando para trabalhar na sony de NYC e que no futuro (uns seis anos) será o presidente da sony brasil (é da família?) – momentos antes de começar a noite de lançamento do livro “os paralamas do sucesso” com texto de arthur dapieve e 25 anos de registros da xeretinha com bigorrilho, JB, e herbert, em 13junho2007…

contei, ontem, no #328, como se processou esse encontro com túlio… e aTRIPA localizou o relato (agora sim, com as datas certas) que coloquei no tico tico, há quase doze anos…

15/junho/2007 – “tulios”
esse aqui é o tulio…

o caboclo tem 15 anos e foi o primeiro a chegar na livraria da
travessa, anteontem, quarta feira.
nosso encontro foi maomé assim:

– “você é o mauricio valladares?”
– “sim. como é o seu nome?”
– ”tulio. é… é… pô, eu queria dizer que você salvou a minha vida
assim que comecei a ouvir o roNca”
– “hein?”
– “é que eu só ouvia um tipo de música, o metal. eu não sabia que
existiam outros sons para ouvir”
– “rapaz, você quer eu chore aqui agora ou posso deixar pra depois? é
muita emoção”
– “mauricio, eu virei outra pessoa”
– (meu zoinho fez blublu)
– “você já ouviu o novo do white sripes?”
– “peraí, tulio. calma… vamos com calma pelo amor de deus. é muita
informação, rapaz”
– “é… é, cara, o roNca salvou minha vida… dá um autógrafo aqui no
meu caderno da escola”
– “êita… vem cá, você já participou do programa por email, carta, telefone?”
– “nunca. pô, eu acho que não tenho conversa pra você. que não terei assunto”
– “ô ô ô, você tá drogado? fumou orégano? a gente não tá batendo papo
aqui há um tempão?”
– “é, mas sempre penso que na hora a coisa não vai rolar”
– “tulio, manda essa inibição pelo ralo e começa a se manifestar. você
tem uma penca de coisas legais a dizer”
– “é?”
– “claro que é… e ah, ainda não ouvi o novo do white sripes”

ele comprou o livro e me apresentou a mãe. gente fina que ficou a uns
metros da gente só sacando o papo, sempre rindo de felicidade.
essas experiências me rasgam ao meio!
fico devastado. um mix de felicidade absoluta, sensação de dever
cumprido com tristeza, impotência, desânimo!
quantos tulios existem por aí?
hein?
caramba, como é fácil “salvar” almas, tímpanos… e até vidas!!!
UFA!!!
as pessoas começaram a chegar para o lançamento e nos despedimos.
tulio, que veio de vaz lobo para o leblon, ficou por ali à base de
coca cola preparando o bote para ter seu violão autografado pela
banda.
antes de me juntar aos paralamas tive de passar pelo banheiro (?!)
para respirar um pouco e fundo… e só!
muitos e muitos ouvintes passaram pela travessa – claudia, marcelo,
gabriela, ana, gilmar, fábio, ricardo, joão paulo, eugenio, silmara…
+ dezenas de amigos, família, desconhecidos, tantos que estavam
together pelo pensamento, gente que há anos navega no barco
paralâmico.

QUE NOITE!!!

a bula do #328…

gil scott heron – “save the children”

gil scott heron – “the revolution will not be televised”

gil scott heron – “the revolution will not be televised”

gil scott heron – “pieces of a MAM”

som imaginário – “morse”

martin luther king – “i have a dream”

som imaginário – “super god”

blue mitchell – “collision in black”

café tacvba – “olita del altamar”

joão gilberto – “chega de saudade”

joão gilberto – “saudade fez um samba”

kalouv – “hotline miami”

buzzcocks – “love you more”

john morris – “dr. treves visits the freak show” (trilha the elephant man)

bob dylan – “highlands”

prest asbestus – “never talking to you again”

ouça AQUI o programa

imaginando…

Som Imaginário – Programa Ensaio 1970 – TV Tupi – Com “Feira Moderna” (Beto Guedes – Lô Borges – Fernando Brant), o Som Imaginário com Zé Rodrix no vocal, flauta e teclados; Fredera na guitarra elétrica, Robertinho Silva na bateria; Wagner Tiso no piano; Luiz Alves no baixo e Tavito violão 12, encerrava o primeiro programa “Ensaio” da cantora Gal Costa.