#282, #283, #284 & willaNa…

Assunto: #282, #283, #284

“E aí radio DJ, tudo certo?

Um monte de sipituca me fez ficar atrás da moita por esse tempo todo, mas como diz o pai de Jeff: here I am.
Cara, senti o tiro que foi o Antônio Carlos & Jocafi no #282. A bala pode até não ter sido para mim, mas ricocheteou por aqui. Neil homem velho, gato trovão, Mister Q. transformando Benny Golson em sucesso interplanetário… inoxidável. Como sempre, aliás.
Comecinho sunshine esse #283, viu. Falar que Pepeu é incrível é chover no molhado. Por isso, eu pergunto: Bombom está tocando com quem agora? Bombom é um monumento. Deveria ser mais falado. Não vejo nenhum “entendido” falar do Bombom.
BNegão me fez voltar a fita da vida. O ‘Enxugando o Gelo’ mostrou quem era a verdadeira vida inteligente do Planet Hemp. Lembro exatamente o que eu estava fazendo quando comprei esse disco.
Curtis/Live! – what a man! what a record!
O #284 já entrou pra história com um dos começos mais cabriocáricos de todos os tempos. Compreendo quando Nandão diz discernir o fato de a Sapoti ser uma instituição da música do brasa mas não alcançar tal compreensão. A ficha só foi cair completamente pra mim depois de ler Ângela Maria: a eterna cantora do Brasil, do Rodrigo Faour.
Por falar em livro e tanto se falou em Ataulfo nos últimos programas, que quem for mais curioso, pode ir atrás do livro Ataulfo Alves: vida e obra, do Sérgio Cabral, pai.
Que jóia que é o Ry Cooder, não? Ry Cooder é um daqueles sujeitos que deveriam ser santificados, canonizados.
E se o #284 entrou para história com um dos melhores inícios, fecha a tampa também com um dos melhores desfechos. O Miltinho cantou muita coisa do Haroldo Barbosa. O clássico absoluto, ‘Palhaçada’, também é do Haroldo. Mais um sujeito que precisa ser detectado pelo radar.
Na ansiedade paras as futuras pepitas do #285

Beijo, abraço, aperto de mão”
W.

who?

Assunto: The Who + Fluminese FM + Neil Young

“Salve Mauval

Dia desses me deparei com uma caixa de LPs abandonados e nessa garimpada achei algumas pepitas altamente conectadas ao próximo especial do RoNca-RoNca: Neil Young. Surpresa total!

Pra aumentar minha surpresa encontrei também uma coletânea do The Who, compilada pela Radio Fluminense no “Inverno de 1984″, ilustrada com fotos do Sr. Mauricio Valladares! UAU! Já tá na minha coleção, na prateleira de cima!

abraços”

Rafael – BH

31outubro2017 e 21março2018…

lembra que, recentemente, comentei no roNca o fato de ter um disco emperrado no correio desde outubro do ano passado?

pois é, a crionça chegou hoje… a data de expedição, ali em cima, é de 31outubro2017, procede? então, o coitadinho ficou tal e qual um pau de enchente em novembro-dezembro-janeiro-fevereiro-março-abril e metade de maio!

como assim, bial? por onde ele ficou batendo nesses quase SETE meses?

da europa pra cá, em média, são duas semanas pra moamba chegar… e o resto?

outra novela que se arrasta há um tempão teve mais um emocionante capítulo produzido e escrito pela nossa possante EBCT: o pacote com os Lps “nove luas” dos paralamas que foi enviado de porto alegre pela rapaziada da noize, em 21março, foi devolvido ao remetente… ou seja, voltou para PoA:

tá bão assim? PQP

a bula do #284…

angela maria & waldir calmon – “babalú”

ry cooder – “which came first”

ry cooder – “the very thing that makes you rich”

bobby parker – “watch your step”

nevilton – “sacode”

isotope – “illusion”

luiz gayotto – “estatística”

luiz gayotto – “agora eu me encontrei”

obina shok – “lambarene”

vivien goldman – “chantage”

jacques brel – “ne me quitte pas”

blind faith – “sea of joy”

blind faith – “can’t find my way home”

benjamin clementine – “london”

itamar assumpção – “ai, que saudade da amélia”

itamar assumpção – “atire a primeira pedra”

the jam – “smithers jones” (ao vivo / 1979)

the jam – “mr. clean” (ao vivo / 1979)

the style council – “with everything to lose” (ao vivo / 1985)

the style council – “homebreakers” (ao vivo / 1985)

prince – “cream”

miltinho – “johnny não é joão”

ouça AQUI o programa

evilasio & ry cooder…

Assunto: Ry Cooder, “O Fliho Pródigo”

“MauVal,

Só lembrando que o disco novo do Ry Cooder, The Prodigal Son, já está disponível nas plataformas digitais, desde o dia 11/05. Agora, vamos aguardar a bolachinha “física” pra tocar no RoNquinha. E te digo é um discaço, como não podia ser diferente.

Abração.”

Evilasio