fazendo arte

the who74, a invasão, by MAM…

74

no que coloquei o post – ali embaixo – do aquecimento do MAM para a estréia do the who em solo brasileiro, me toquei que hoje é mais um dia perfeito para trazer ao tico a HQ que ele fez, em outubro2012, relatando a epopeia de vivi com meu primo roberto para testemunhar o the who (lançando quadrophenia), em paris / fevereiro1974.

de cara, fica aqui minha saudação ao MAM e a todos os fissurados no the who (LUIZ ANTONIO MELLO, caralho!) que, finalmente, estarão no mesmo quadrado… todos os quadrados, together!

quando essa experiência mística de ver o the who completou 40 aninhos, relembrei a obra do MAM e o texto que escrevi (não lembro quando) que serviu de roteiro para a HQ no “negativos & positivos (16)”, em fevereiro2014.

aproveito a inoxidável ocasião desse sábado 23setembro2017, para tirar do baú esses artefatos (+ fotografias + foto de daltrey no aeroporto + outras letrinhas) que me fazem encarar o presente com relativa tranquilidade… hahaha!

o texto, as fotografias e a HQ podem ser conferidos AQUI

who.ticket.74

em outra dimensão (ou aos pés da jacaranda)…

jaca5

esta é a capa da revista jacaranda que foi lançada, ontem, no rio de janeiro.

são (apenas) três edições por ano apresentando a produção mais cabeleira altíssima da arte brasileira.

sempre editada por raul mourão (& seus bluecaps), a nº5 destaca andré komatsu, rochelle costi, henrique oliveira, judith lauand, felipe cohen, guilherme vaz, waleska soares, angelo venosa, malasartes + textos & entrevistas… D+

ao chegar na contracapa, senti meu espírito mergulhar em outra dimensão, circular por áreas (até então) desconhecidas e cruzar os bigodes com o Deus da Melodia…

jacaranda

mamãe

HANX

father john & aTRIPA…

Assunto: Father John Misty

“Caro Mauval, preciso de ajuda: me conta de onde saiu esse tal de Father John Misty? Tô aqui ouvindo pra caramba  e só consigo imaginá-lo saindo de um filme ou portal de realidade paralela. Quase não dá pra acreditar. Como é que o cara canta a fúria e a indignação desse mundo com tanta doçura? Monstro. Muito, muito louco!

Toca mais, toca mais!!!

Abração,”

Rodrigo

father