torcida

raul, lucas e os favoritos…

Assunto: Patti, KC e Spotify

“Salve Mauricio,

Não acredito em inferno mas acredito em inferno astral. De forma que enquanto vivia o meu ficou difícil escrever. Acabei nem contando o espetáculo que foi o show da Patti Smith no Popload. Espetacular, um setlist dos sonhos e controle total da plateia. Ah, sim uma banda afinadíssima e empolgada. Apesar do vigor e juventude dos meninos do Jack White, a noite foi da Patrícia.
Mas estou aqui pq o Spotify começou a retrospectiva de 2019 e não houve surpresa. RoncaRonca e King Crimson.

Grande abraço”

Raul

+

Assunto: Retrospectiva Spotify

“Fala Mauval e A LENDA!

Saiu hoje a restrospec do Spotify 2019. Mesmo com algumas sipitucas (?) o Ronca foi o podcast mais ouvido. Isso sem contar os programa que ouvi pelo site e pelo castbox.

Valeu demais por todas essas horas de companhia, música boa e conteúdo de primeira.

Que venham muito mais!

Queria fazer um pedido de um artista conheci esse ano enquanto lia as quatro estações de Havana – Leonardo Padura. Se puder tocar Drume Negrita com Bola de Nieve ou qualquer outra música dele. (Além dos livros do Padura, recomendo a série As quatro estações de Havana, disponível no Netflix.)

Abss”

Lucas

aTRIPA tocando bola…

Assunto: Meu Amigo Fela

“Fala MauVal tudo bem?
Em um ano dificil no futebol pro Coringão jogando mais feio que no ano do rebaixamento, desisti dos estadios para fazer eventos culturais, como a Curadoria do Ronca nos passa uma vasta agenda cultural, ja estava atras de ver Meu amigo Fela a tempos, mas ele começou a passar apenas no final de novembro em pouquíssimos cinemas de SP e eu por morar na Zona Leste de SP praticamente não tinha horário viável de ir ver, porem o BELÍSSIMO Instituto Moreira Salles no coração de SP colocou nessa primeira semana de dezembro a sessão do filme as 21:45, consegui ir ver na terça 03/12, atravessei a cidade para ver, cheguei la so tinha eu minha esposa e mais uma pessoa na sala de espera a 10 minutos do filme começar, o filme começou com 4 pessoas na sala e terminou com 7, que tristeza mauval, um BAITA filme baseado na obra do Genial Professor Carlos Moore e 7 pessoas pra assistir, retrato desses tempos que vivemos onde a cultura não importa a historia não importa, so essa sandice importa ainda mais essa semana aqui em SP onde se percebe ainda mais que o pobre não tem vez.
Tempos dificies MauVal, mas falando sobre o filme, ele e genial deveria passar no horário nobre da TV, ser mostrado em escola e todo dia da consciência negra em 20/11 deveria ter uma sessão dele, A dica do Ronca foi um primor o melhor documentario q vi em 2019, Espero que o Nandão a Lenda ja tenha ido assistir, a Curadoria Artista do Ronca sempre fazendo nossa cabeça, muito obrigado MauVal e Nandão.
Se eu puder fazer um pedido de protesto de uma musica de 1997 que principalmente o começo dela mostra oq aconteceu nesse final de semana em SP – Racionais Mc’s Capitulo 4, Versiculo 3
Grande Abraço”
Tiago

+

Assunto: Futebol

de: josé luiz

“Este texto é de um atleticano que percebe que o problema dos clubes (e isso vale pra todos) não são os treinadores nem os jogadores. O problema está na administração.

– CRETINOS, RESPEITEM O CRUZEIRO!!!
RESPEITEM O CRUZEIRO, CRETINOS!!!
(é o que eu diria se fosse cruzeirense)

Dinheiristas, demagogos, ególatras, incompetentes, salafrários, filhos da puta, de dentro e fora do campo, respeitem o Cruzeiro!!! Respeitem o Cruzeiro, pulhas, patifes, bandalhos, calhordas, moleques!!!

Cretinos, respeitem o maior campeão da Copa do Brasil, com seis conquistas, feito inalcançado até pelos clubes cariocas e paulistas, que contam com apoio histórico da TV Globo, da CBF e do apito.

Respeitem, cretinos, o clube onde jogaram Tostão, Dirceu Lopes, Piazza, Perfumo, Nelinho, Ronaldo Fenômeno, Elivélton, Fábio, Marcelo Ramos, Natal, Evaldo, Geovanni, Aristizábal, Alex, Dida, Palhinha, Ricardinho, Sorín, Raul, Joãozinho, Palhinha, Zé Carlos, Arrascaeta, Éverton Ribeiro e tantos outros bons e ótimos.

Cretinos, respeitem o clube da camisa mais bonita do futebol mundial, que espelha o céu em noites iluminadas.

Respeitem, cretinos, o clube que enfiou o maior público na história do Mineirão, em simples decisão regional contra o pequeno Vila Nova, em 1997.

Cretinos, respeitem o clube que ajudou o Brasil a formar a maior Seleção Brasileira de todos os tempos, campeã da Copa do Mundo de 1970, no México, cedendo-lhe Tostão, Piazza e Fontana.

Respeitem, cretinos, o clube que derrotou o Santos de Pelé duas vezes na final da Taça Brasil de 1966, incluindo uma balaiada de 6 a 2, considerada por muitos a maior derrota imposta àquele histórico time paulista.

Cretinos, respeitem o clube que tem sete conquistas sul-americanas e é o primeiro fora do estado de São Paulo a vencer uma Copa Libertadores, em 1976.

Respeitem, cretinos, o único clube fora do estado de São Paulo que tem 10 títulos de competições nacionais: seis conquistas da Copa dos Brasil e quatro do Campeonato Brasileiro.

Cretinos, respeitem o único clube que ganhou duas vezes em sequência a Copa do Brasil.

Respeitem, cretinos, o clube que conquistou duas edições do Campeonato Mineiro vencendo todos os jogos, em 1929 e 1930; sequer empatou.

Cretinos, respeitem o clube que conquistou duas das três edições da Copa Sul-Minas, em 2001 e 2002.

Respeitem, cretinos, o clube que é um dos quatro grandes do país que jamais foram rebaixados para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Cretinos, respeitem, o único grande clube fora do Rio de Janeiro e São Paulo que jamais foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Respeitem, cretinos, o clube que derrotou tanto e de forma tão brilhante clubes argentinos e uruguaios que ganhou de comunicadores sul-americanos o apelido de A Fera Negra (La Bestia Negra).

Cretinos, respeitem o primeiro clube brasileiro a conquistar a Tríplice Coroa: Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro no mesmo ano, 2003.

Respeitem, cretinos, o clube que tem como freguês o Flamengo, clube mais ajudado pelo apito, clube que tem mais apoio de empresários e clube mais popular do Brasil por contar com o apoio da TV Globo, emissora que (ainda) manda no país.

Cretinos, respeitem o clube para o qual torcia o maior poeta da língua portuguesa em todos os tempos: Carlos Drummond de Andrade.

É o que eu diria se fosse cruzeirense.

O TREM ITABIRANO”

Marcos Caldeira

######

como assim, marcos?

( :

######

+

( :

 

gleison, thiago & helinho…

Assunto: No Saruê: Thiago (ou Pai do Helinho)

“Salve, MauVall

E lá do meio da escuridão, vejo surgindo uma camisa familiar… As luzes dos postes vão iluminando aquele tom de azul inconfundível e aquela tipografia ímpar. Era um maNto brotando do além numa noite de sábado entre stouts e IPAs.

Resultado está na fotografia. Um abraço sincero de um irmão d’A Tripa que agora avança pelos bits do correio eletrônico e chega em vossa pessoa.

This is Religion
Cheers”
Gleison e Thiago
De BH

samuel, FWF, mark e. smith & uberlândia…

Subject: #364
“Oi, Mauricio.
Eu só queria dizer nesse email o quanto me identifico com seu programa e seu site.
Essa semana escutei bastante  Strange  Town do groundhouds, conheci pelo programa do Gideon Coe na BBC 6. Hoje fui ver o que tinha no programa dessa semana do ronca ronca E JUSTAMENTE ESSA MÚSICA.  DEMAIS!!!!
Adorei ver a história sobre o álbum  Music From Saharan Cellphones. Tinha conhecido pelo o Lias do Fat White family. Antes de gravar novo álbum deles (pra mim o melhor de 2019 e está em 14 na lista Mojo top75) ele se isolou na Armênia e conheceu esse álbum.  Aliás, Fat White Family é uma das melhores bandas dos últimos anos de UK, pra quem gosta de The Fall, é a principal inspiração deles.
 
Inclusive eles tem uma incrível  música “I am Mark Smith”, fazendo alusão a música do The Fall “I am Damo Suzuki”. Talvez esteja falando isso e você já sabe hehe.
Enfim, esse email é mais pra me expressar de como gosto de ouvir seu programa e que me identifico muito com os sons que você coloca.
 
Um grande abraço.”

Samuel

Uberlândia MG.

mark, a epopeia de chris & o hendrix tuareg…

Assunto: O Hendrix Tuareg

“Mauval e Jovem Nandão…

Saudações de Belo Horizonte!

Mauval… tô passando pra te contar mais uma história surreal (mas real!).

Estive de volta recentemente à belíssima cidade de Portland, no estado americano do Oregon, terra natal de meu querido pai, Mr. Gordon. Passei uma semana por lá para fotografar o casamento da minha prima mais nova.

Nessa viagem, reencontrei um grande amigo meu da minha época de faculdade (estudei por um período na Oregon State University) e conheci o Chris Kirkley, que na época era colega de quarto do meu irmão mais velho por lá (isso nos idos de 2002 ou 2003). Mas esse cara tem uma história que vale a pena eu te contar (vou tentar ser sucinto):

O Chris, nessa época, era um americano branco padrão, estudante de farmacologia. Até que eu e meu irmão o convencemos de passar umas férias no Brasil. Na primeira vinda, o cara já pirou por aqui. Se encantou com nosso país e com nossa cachaça mineira. No ano seguinte, o convencemos a vir passar o carnaval com a gente na pequena Pompéu, no interior aqui de MG. Foi aí que a coisa “desandou” de vez: um ano depois, o Chris vendeu tudo que tinha em Portland e veio para o Brasil. Em três meses morando num “puxadinho” em um dos projetos sociais que meus pais coordenam aqui na periferia de BH, ele já estava fluente em português, fã de Raulzito, e pronto para novas aventuras.

Passou os próximos 12 meses pegando carona e viajando para cada canto desse nosso Brasilzão, até que foi deportado pela Polícia Federal (com seu visto de turista vencido) em Manaus.

Aí que começa a parte da história que eu acho que vocês vão curtir. Depois de mais um ano juntando dinheiro nos EUA, ele compra um vôo só de ida para Paris, pega carona até Gibraltar de onde ele atravessa para o norte da África, onde ele passaria os próximo dois anos. Desses dois anos, nasceu um projeto musical FODA.

Vivendo entre os nômades no Saara, ele se encanta com a música da região (que sei que você também é um grande apreciador).

Ele me contou, que aparentemente o Spotify não havia chegado ainda à região do deserto (quem diria, né?), e que o método mais usado para compartilhamento de música eram os celulares (que todo mundo tinha, mesmo sem haver sinal na região). Música por lá, aparentemente é compartilhada pro cartões SD e de celular pra celular via bluetooth.

Após meses de curadoria, escambo de cartões micro-SD e troca de músicas do Raul por canções dos músicos da região e gravações feitas com o microfone do próprio celular, ele volta pra Portland para fazer a curadoria do primeiro vinil que lançaria seu selo e sua gravadora nos EUA, a Sahel Sounds (https://sahelsounds.com/about/). O disco era um compilado de várias de suas gravações da época, chamado Music from Saharan Cellphones (obviamente adquirido e já guardadinho aqui na minha coleção).

De lá pra cá, nos últimos dez anos, ele gravou dezenas de outros discos e revelou e promoveu turnês de vários artistas tuareg ao mundo. Dentre eles está Mdou Moctar, o Jimi Hendrix Tuareg.

Pira nessa onda, Mauval! (de preferência sob o efeito de uns 2-3 caramelos)

Enfim… foi mal mais um email gigante. Mas uma história dessa não dá pra resumir muito, né? Espero que curtam!

Ah, segue o link da gravadora dele ai nos streaming também:

Um abraço!”

Mark

alexandre, michael, casa amarela & as vozes…

Subject: Michael Stipe
” Ola meus grandes amigos tudo beleza?

 O Michael Stipe está de carreira solo? Sabem algo a respeito?
 Até porque ouvi esse som chamado de “ Your Capricious Soul´´ e não me lembro dela ser  do R.E.M, pois acompanho os velhos discos deles, á propósito toquem ela no programa se possível.
 E o som das suas vozes melhorou bastante nas últimas edições, caprichem, pois aqui em Recife , Casa Amarela, ouvir bem vocês dois, é essencial pra minha felicidade.
 Abraços meus caros.”
 Alexandre.

alan, as portas & antônio…

Assunto: A 2a. que era 1a.! Obg pelas lembranças despertadas!!!

“MauVal e Nandão, tudo bem?!

Estou aqui Ribeirão Preto/SP sem sono (1h12) às vésperas de uma prova muito difícil que farei daqui a pouco quando me deparo com a bula do #363 começando com a espetacular “Strange Days” by The Doors, minha 2a. banda preferida (era 1a. até surgir o Pearl Jam!rs).
Obg pelas lembranças despertadas!!!

Não fosse a genialidade do Jim Morrison e sua trupe eu diria que a letra seria uma mera coincidência com a triste situação que vivemos hoje. Ele já sabia…

Como professor (cansado) e que ouve o Ronquinha desde os idos de 2006 voltando de reuniões pedagógicas (não sei se vai lembrar mas escrevi para você a época), sigo acreditando que temos esperança pois a arte nos salvará!!!

Vida longa ao RoNca RoNca!

Gde abraco do professor paulista e futuro pai do Antônio que ouvirá mto The Doors e claro, o RoNca RoNca.

Obs: ainda espero meu manto heim!rsrs”

Alan

venicio, david & kaito embrasaNdo a pista…

Assunto: O manto do Herbert

Salve Mauricio!

Olha o Herbert Vianna, nos idos de 1990, lançando Big Bang e envergando o manto sagrado do Ronca Tripa…

Saudações de seu ouvinte”

Venicio

+

Assunto: Kaito mandou um salve!

“Fala Mauricio

Trouxe o manto para visitar a Tower Records em Tóquio. Dos 4 andares da loja, um é dedicado somente aos discos de vinil: Tower Vinyl.

Kaito, o mano ao meu lado na foto, me acompanhou por quase todas as 4 horas que fiquei na loja (e não consegui ver tudo). A cada 10 minutos ele perguntava com um sorriso maroto: “happy day?”

Arigato gozaimasu, Kaito!”

David

alexandre & patti…

Assunto: Patti Smith em P&B

“Mauval,

Sai de Belo Horizonte com destino a Sampa com um objetivo: fotografar a performance de Patrícia ao vivo. Como sabe, é muito restrito o credenciamento para festivais. Minha missão estava dada ao fracasso, até que abriram o show no teatro. Passaporte no bolso, cheguei cedo, entrei de mala e cuia, escolhi poltrona boa e tal.

Eis, que começa o show e a galera enlouquecida abandona as cadeiras rumo ao palco. E foi assim que vimos o melhor show que Patti Smith E BANDA poderia fazer. Som perfeito, clima maravilhoso, sintonia entre artista e público nem se fala!

No meio do show ela mandou um recadinho aos criativos de plantão: faz o que acredita, grana é bom, mas até Beethoven morreu sem um trocado. Tá ecoando até agora esse abraço. Espero ainda estar munido de uma câmera na frente de um palco quando tiver a idade dela. (sobe o som)

Sai realizadão pelo show e pela missão cumprida! E, como fui por conta, o resultado é nosso: do roNca e de toda a tripa. Segue fotos (em preto e branco) do show de Patti Smith em São Paulo.

Grande abraço para você e Nandão!”

Alexandre

fernando, as portas, as oNdas & o #363…

Subject: as portas
“orra, mauritzio, nunca tive um disco do the doors. nao me interessava muito. alguma coisa ali me fez ficar distante durante muito tempo. quarta agora do feriado, numa loja de bagulhetes indianos em penedo tinha um cantinho com uns cds a venda. e tinha lá o strange days. ah, resolvi comprar junto com um incenso. to ouvindo há 3 dias, to chapado, altas ondas. e pra minha surpresa o que abre o #363? mamae! sincronicidade forte.”
fernando