pedro blackhill

um ano de barKino, “hoje” (ou “blackhill” direto de londres)…

pressão máxima no turbo com a primeira velinha do barKino, “hoje”… como bem explica, adiante, seu criador/apresentador/produtor/curador/co-curador/pai, pedro “blackhill”.

e ainda passa uma teorizada fuerte sobre o mundinho “eu tiro onda” que nos cerca.

CONGRATS!

“ô MV!

hoje o BarKino completa um ano! (na verdade, é na quarta, começou em 22/7, maaas, como é quinzenal, tá perto o bastante, haha)

será um especial com o Diego Medina, com um papo gravado com ele em Porto Alegre no começo do ano – é a última das sessões que tenho gravadas no Brasil quando passei por aí

na verdade nem pensei nessa edição como um programa celebrando esse primeiro ano, mas menciono no começo e no final, pra não deixar passar em branco
e sendo com o Diego não tem como não ser uma grande celebração – grande mestre genial da crocância universal.

essa sessão com o Diego será a 18ª do programa, com papo + músicas,
quero ver se monto uma compilação com as 15 primeiras sessões, com uma música de cada.
para o programa seguinte espero começar uma série de covers inéditos – tenho pedido a uma galera que curto pra gravar algum cover de música brasileira – de qualquer época, só precisa ser brasileira, e ainda mixes de 30min de selos independentes brasileiros enviados pelos próprios

aqui o rádio é super presente, tem uma força gigante, e dá para ver como todo o sistema funciona em conjunto – as estações de rádio, os selos de discos, as casas de shows, as publicações, os sites, tudo se alimenta e faz o outro acontecer.
tem uma coisa que me incomoda um tanto, e me tira a pilha de ouvir muitos dos programas (que já não ouço, haha!), que é aquela onda de ficar tirando foto com LPs, com estantes cheias de discos e plantas e felinos e canecas de café/chá e torradas com abacates (abacates não, avocados!), uma onda de ser o diferentão fazendo o mesmo que todos os outros, e um tesão fetichista e limitante por vinil
por favor, Mauricio, chame minha atenção se algum dia você me ver em alguma foto assim que não seja para obscuros fins comerciais! entendo e respeito muito o que o dejota representa, e essa onda parece tentar inverter a real importância da parada – que é a música, é sobre a música! entendo também que role esse jogo, essa coisa de se vender, de precisar trabalhar, mas sempre tive muita dificuldade para associar dinheiro com prazer, e não consigo compreender muito que a confecção de um programa, por melhor que seja a música, acabe numa foto de Doriana.

é isso, MV!
BarKino vai ao ar hoje, as 18h00 daí (10pm aqui no Reinunido), AQUI

muito obrigado pelo RoNca e além!

cheers!”

Pedro “Blackhill”

barkiNo, hoje…

Assunto: hoje no BarKino

“Baby Healer do Brazil fala sobre o álbum Hey Babe, do Baby Hitler – tocado na íntegra!

mais Skank, Metá Metá, Tom Zé, CHINA, Coronel Ludugero, A Barca do Sol, Bossa Nova Deathstar, Silvinha, Sonia Santos, Mundo Livre S/A, Jorge Ben Jor e +! (:

19h00 no Brasa em www.sohoradiolondon.com (canal Music)

AQUI

cheers!”

Pedro “Blackhill”

pedro “blackhill”, direto de london, esclarece…

ontem, no #337, ao tocar “she’s a rainbow”, lembrei que essa song foi executada pelos stones no brasa através da escolha do público, procede? só que meu HD corroído não demonstrou certeza sobre a situation… pedro “blackhill” acabou de iluminar o fato…

Assunto: ela é um arco de chuva

“ouvindo o #337 agora, D+!

She’s A Rainbow foi pedido da turma mesmo, no segundo show de SP!

cheers!”

######

caramba, olhando para esse setlist, dá pra torrar o hipotálamo e imaginar quantos artistas (de todas as artes) podem oferecer uma obra com essa envergadura moral… quantos?

na boa, please, dá uma outra lida na sequência… e contextualiza a encrenca

mamãe

blackhill, aTRIPA, ruivo, booga (ou “tu que é o blackhill?)…

Assunto: Jon, Boogarins, Ruivo e aTRIPA, Koite

‘MV!

quarta fui ao Bush Hall ver o Ruivo, sold out! baita show, que alegria vê-lo por aqui, para um público diferente – muitos brasileiros, mas ver a turma local (e do mundo) curtindo foi demais
depois do show, enquanto eu comprava o K7 de Cavalo com o Todd Dahlhoff na banquinha, veio um cara falar comigo: “tu que é o Blackhill?”
PQParille, fui sozinho ao show, não conhecia ninguém lá e não trajava o maNto, de repente chega um brasuca e manda essa! RoNca indo longe demais, haha!
Julio, gente boa, acho que não é baseado em Londres, mas em alguma cercania, veio só pro show, grande encontro, D+!

sexta passada ainda vi Jon Spencer na Rough Trade, Boogarins no domingo e cheguei há pouco do Sourakata Koité no Cafe OTO, que seqüência!

e mais uns shows no caminho, semana que vem verei Hailu Mergia e Psychic TV, ainda tem !!!, HMLTD, Rakta, e Vashti Bunyan neste mês, entre outros, sinistro

curti muito fotos e texto sobre o Carne Doce, queria muito estar aí para presenciar esse momento e tantos outros.

cheers!”

Pedro Blackhill

pedro blackhill direto de londres…

Assunto: Negative Capability

“saiu sexta-feira, novo da Marianne, vi na Rough Trade na sexta mesmo quando fui lá ver o Jon Spencer explodir!

segue o novo vídeo com a presença de Nick Cave.

domingo passado conheci o John Paul Jones no Cafe OTO, conversamos brevemente – super gente fina e atencioso, demais!

quando você aparece por aqui? tô saindo daqui a pouco pra ver os Boogarins!

cheers”

Pedro Blackhill